Recent comments

Estádio José Maria Melo passa por vistoria final

FMF ESTABELECEU esta quarta (17) como último dia de prazo para entrega de laudos; local passa a contar até com brigada própria contra incêndio

Com acesso identificado, portões receberam trava de segurança
O ESTÁDIO José Maria Melo passou pela última vistoria nessa quarta-feira, data limite para o envio dos laudos, segundo ofício da Federação Mineira de Futebol (FMF). O Corpo de Bombeiros visitou todas as instalações do campo do Bairro Todos os Santos na manhã/tarde de hoje para conferência das mudanças que foram exigidas em onze visitas realizadas pelos militares de um ano e meio até agora.

JOÃO BISPO “Bonga” e Edson Luiz “Lula”, presidente e diretor do Cassimiro de Abreu (clube dono do estádio), respectivamente, e Jota Dias, supervisor do Montes Claros FC, acompanharam os trabalhos, assim como o soldado Pimenta, do Corpo de Bombeiros.

REPRESENTANTES DA cidade no Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, Montes Claros Futebol Clube e Funorte Esporte Clube apresentaram o local como mando de campo, mas por causa da obrigação em atender às normas de segurança e prevenção de incêndio, vigilância sanitária e vistoria elétrica, dentre outros, o estádio precisou passar por adequações e, até então, está vetado.

130 páginas

“CUMPRIMOS A
checagem de todas as obras e adaptações exigidas, além de conferir as documentações como os projetos de engenharia, quitação de taxas e laudos técnicos, por exemplo”, disse ao JN o sargento Vitorino de Souza. Segundo ele, para a liberação em definitivo, caberá nova conferência das documentações pela FMF. Por último, caberá ao Ministério Público Estadual a liberação em definitivo do estádio para a Segunda Divisão. A VENETA teve acesso ao relatório. São exatamente 130 páginas, além de seis plantas em anexo.

Com nova escada, áreas de cabine terá acesso restrito
APÓS A sequência de quase uma dúzia de vistorias, o José Maria Melo passa a ter a capacidade oficial de 3.377 pessoas. O Cassimiro de Abreu foi obrigado a criar – e treinar – uma brigada de incêndios formada por funcionários e voluntários. A área completa do Estádio é de 12,8 mil metros quadrados, sendo 2,1 mil m² de área construída.

ENTRE AS obras executadas estão identificação e criação de área reservada para pessoas com deficiência, instalação de travas de segurança em todos os portões, colocação de extintores, alarmes anti-incêndio e lâmpadas de emergência, além de sinalização ilustrada sobre as saídas. O acesso à área de cabines passa a ter uma escada de alvenaria e nas arquibancadas foram instalados corrimões e alambrados para a divisão de torcidas, além de um terceiro portão, degraus e a construção e pintura de sinalização (em amarelo) para indicação das saídas.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.