"Caminho Suave": projeto social de artes marciais recebe título de utilidade pública

PRÓXIMO PASSO é resolver a situação da sede, que teve terreno invadido; planejamento inclui a primeira universidade brasileira de lutas

OS VOLUNTÁRIOS
do projeto Caminho Suave têm mais um incentivo para continuar com o trabalho de transformar as artes marciais em instrumento social. Nesta semana (dia 11), a entidade obteve junto à Câmara Municipal a aprovação do projeto que garante o título de utilidade pública. O novo benefício, dentre outras vantagens, dá à entidade o direito de pleitear os incentivos municipais.

Walter Katão, um dos diretores da Associação
NO ENTANTO, seus idealizadores pensam mais adiante e, com o reconhecimento público do município trabalham agora com a possibilidade de buscar o título de utilidade pública estadual. Se isso acontecer, passaria a ter direito ao pleito de recursos de emendas de bancada ou do próprio Governo do Estado no que se refere à ajuda aos programas sociais.

O PLANEJAMENTO vai mais além. Segundo o professor Walter Katão, que está ligado às artes marciais há quase cinqüenta anos, além de levar o esporte às crianças e jovens em situação de risco, com o propósito de formar cidadãos e atletas de competição de alto rendimento, o projeto visa, ainda, criar centro de excelência em educação, com aulas de reforço escolar e informática.

“MAIS DIANTE, quando consolidarmos todo o apoio possível, dos governos e da sociedade, pretendemos criar, de fato, a primeira universidade de arte marcial do mundo”, completou Katão. Ele é um dos dirigentes da associação Caminho Suave, ao lado dos também professores Wellington Danilo, Fernando Alex e Reinaldo Ribeiro.

NO MOMENTO, além do reconhecimento de utilidade pública estadual, os planos passam também pela construção da sede própria. O terreno que chegou a ser doado pela Prefeitura foi invadido. “Estamos com uma ação em andamento na 2ª Vara Cível de Montes Claros para que aconteça a desocupação conforme a lei”, completou.

ENQUANTO O espaço próprio não vem, as aulas de judô, caratê, muay thai e MMA (para turmas iniciantes, nível intermediário e de competição) acontecem em locais cedidos por parceiros como a CIMP Esportes, Colégio Marista São José, Academia Nado Livre, Funorte, Unimontes, Ciame Santos Reis e Salão Paroquial do Alto São João. (foto: TV Canal 20)

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: