Com exemplos alheios, Bicho reforça a confiança para ter vaga

COM QUATRO reforços, clube usa tempo para recuperação; goleiro relembra caso do Tricordiano e crê na classificação

AINDA COM tempo de sobra desde a paralisação do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, o departamento médico do Montes Claros dá sequência ao tratamento daqueles atletas com problemas musculares e contusões - que não são poucos. Nos últimos dias, entre seis e dez jogadores dividiram os treinos com bola com as sessões do fisioterapeuta Jomar Almeida. Ao mesmo tempo, foram apresentados quatro atletas: os laterais Geison e Fernando e os atacantes Felipe e Peter. Tudo para que o grupo esteja completo diante do Nacional de Nova Serrana, no amistoso desta sexta-feira.

A VINDA dos novos atletas é mais um sinal de que a diretoria está confiante na vitória em seu recurso no Tribunal Pleno, provavelmente na semana que vem, contra a decisão da 1ª instância do TJD da FMF, que absolveu o Nacional de Uberaba da denúncia do uso de jogador irregular no Campeonato Mineiro da Segunda Divisão.

COM OITO pontos ganhos. o Bicho ficou na terceira colocação geral da 1ª fase, fora da zona de classificação para a segunda fase. Mas o fato de o Nacional (2º colocado, com 12 pontos) ter escalado o atleta Thiago Carvalho ainda com uma suspensão pendente em seu jogo de estreia mudou o cenário e a vaga, mesmo que seja no tapetão, pode vir para o Norte de Minas.

O TIME do Triângulo Mineiro foi citado no artigo 214 (uso de atleta irregular) depois que venceu o Portal por 3 a 1, na primeira rodada, e sob o risco de perder seis pontos. Tentou evitar a punição com a reversão da pena em cestas básicas, mas o próprio TJD fez a denúncia quanto ao erro. No entanto, na 3ª Comissão Disciplinar (1ª instância), por 3 votos a 2, o Nacional foi absolvido, embora outros três clubes tenham sido denunciados e suspensos no mesmo artigo.

DESDE ENTÃO, como o Tricolor entrou com o recurso através do advogado Henrique Saliba, o Campeonato está paralisado. O Tricolor ganhou o reforço do procurador Ricardo Capanema, do TJD, que também apresentou recurso na segunda instância contra o Naça.

MESMO FILME

UM DOS
goleiros do elenco do Bicho ao lado de Ramon e Gabriel, Carlos Eduardo já viveu esta mesma situação em 2010, quando defendia a meta do Tricordiano no Mineiro do Módulo II. O clube foi denunciado pelo uso de um atleta irregular e chegou a ser absolvido nas primeiras instâncias, mas acabou punido pelo STJD da CBF (instância final).

NA CONVERSA com a VENETA, Carlos deixou a entender que o Montes Claros será bem sucedido em sua “batalha” nos tribunais. “Infelizmente, a gente sabia que o clube [Tricordiano] seria punido porque havia o erro na escalação do atleta”, disse o goleiro. No entanto, ao contrário do que acontece agora, o campeonato não foi paralisado. O time de Três Corações continuou jogando e lá na frente perdeu quatro pontos.

O JOGADOR reconhece que a maratona só de treinos é muito ruim, mas será recompensada com a conquista da vaga, mesmo que seja nos tribunais. “Mais cedo ou mais tarde, pela natureza da denúncia e pelos fatos, o Nacional perderá os pontos e a vaga”, acrescentou Carlos.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: