Avaliações diferenciadas

DO LADO vencedor, o técnico Marlon Araújo dividiu os méritos com o grupo, que soube aplicar justamente o que foi trabalhado durante a semana. A tática do mistério deu certo, já que ele escondeu a escalação até os vestiários e surpreendeu ao lançar no time titular dois jogadores que haviam sido registrados somente na última quinta-feira antes do confronto: o lateral direito Nelson Júnior e o meia Stefan, esse que dedicou a vitória ao filho de um ano, que mora no Nordeste e completou seu primeiro ano nesse domingo.

AUTOR DE pelo menos duas defesas decisivas na etapa final, o goleiro Lenílton confessou ter jogado no sacrifício: estava com um furúnculo no joelho direito e uma íngua na virilha. “Não agüentava nem chutar a bola, mas o mérito é de todos”.

JÁ NO Funorte, antes de os jogadores e a comissão técnica falarem com a imprensa, todos ficaram trancados no vestiário por dez minutos. O técnico Hílio Borges revelou o que aconteceu: lavagem de roupa suja não apenas pelo futebol irregular, mas pelo excesso de expulsões, que foram todas justas na sua avaliação.

A DIRETORIA também esteve na reunião e cobrou empenho, até porque o time fará dois jogos seguidos como visitante: amanhã, contra o Coelho, e sábado, diante do Pedro Leopoldo. Segundo Borges, para a viagem a Belo Horizonte, onde enfrentará o América, o clube terá apenas 17 atletas disponíveis. O meia Gabriel, que reclamou de sua substituição, pode ser punido pela direção.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: