Igualdade na estreia

BICHO APENAS empata em casa no seu retorno à Segundona; contusões forçaram modificações

Lance do pênalti cobrado pelo capitão Élder que resultou na igualdade do Bicho
O MONTES Claros Futebol Clube apenas empatou em 1 a 1 com a Ituiutabana na estreia dos times no Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, agora à tarde, no Estádio José Maria Melo. Dinei, aos 7 minutos, abriu o placar para a Véia e Élder, de pênalti, aos 32', ambos no primeiro tempo, empatou para o Bicho. O público foi de 250 pagantes com renda de R$ 3.760,00.

NA OUTRA partida pela Chave B, também neste sábado, o Nacional venceu o Clube Portal, em Uberaba, por três a um, de virada. Na próxima quarta-feira, às 20 horas, o Bicho voltará a campo contra o Portal, no estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, pela segunda rodada da Chave B. A delegação segue viagem na noite de segunda-feira e na terça, à tarde, faz um treino tático no CT do Uberlândia Esporte.

A ESCOLHA do goleiro Ramon como o melhor em campo na estréia tricolor deixa evidente a superioridade da Ituiutabana na maior parte do jogo. O visitante veio a Montes Claros com um time bem entrosado, que investiu nos toques curtos e com disposição para abrir o marcador logo no início. Por sua vez, o Bicho fez do preparo físico seu diferencial e mesmo com dois problemas de contusão, que justificaram as duas primeiras substituições, teve bons momentos em campo, principalmente nos lances protagonizados pelo meia Celinho.

RIVAL EM CIMA

Lance do meia Geovane no empate desse sábado, na estreia
A RECEITA da Ituiutabana de ir para o ataque no início deu certo. Logo aos sete minutos, numa cobrança de falta ensaiada, o lateral Fabiano recebeu sozinho na área e cruzou na segunda trave. Dinei estava sozinho, dominou e chutou cruzado no ângulo de Ramon. “Tentei fechar o ângulo, mas a bola desviou no pé do Wanderson e me tirou na jogada”, justificou o goleiro.

EM OUTROS dois lances, a Véia teve chance de ampliar. Daisson saiu em disparada do campo de defesa, driblou dos marcadores e tocou para Flávio Torres. Dentro da área e sem marcação, ele chutou para fora. Em outro lance, o meia Rafinha chutou da intermediária e Ramon mandou para fora.

O LANCE do empate do Bicho veio em uma jogada que Celinho tentou outras duas vezes. Foi à linha de fundo, correu para a área até ser derrubado por Dinei. Na cobrança do pênalti, Élder chutou rasteiro do lado direito e empatou. Um minuto antes, depois de dar um carrinho para desviar a bola, o lateral esquerdo Markim sentiu uma pancada na costela e foi substituído.

NA ETAPA final, a Ituiutabana tentou a mesma tática e mais uma vez Ramon foi decisivo, ao defender um chute rasteiro de Rafinha. No rebote, Flávio Torres cabeceou para nova intervenção do arqueiro Tricolor. Depois disso, o Montes Claros foi melhor com a entrada do mexicano Victor no lugar de Vinícius, que sentiu dores musculares, e de Rafael Mendes para a saída de Bruno Amaral. O gringo teve a chance da virada em dois lances. No primeiro, a bola caiu na chamada “perna cega” e acabou perdendo o tempo da jogada. No outro, estava sozinho quando o auxiliar marcou equivocadamente o impedimento. Dois zagueiros davam condições de jogo.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: