Forma física impressiona

PREPARADOR E fisioterapeuta consideram como “muito boa” a primeira avaliação física do grupo de atletas do Montes Claros FC

Neto e Jomar se dizem impressionados com a boa forma do elenco
HÁ QUATRO dias, o Montes Claros FC trabalha com bola. De quinta a sábado, no Centro Esportivo da Unimontes, os jogadores foram divididos em pequenos grupos e participaram de um treino tático, mas ainda em espaços reduzidos demarcados com pequenos cones - treinos de passe, saída de bola, cruzamentos e finalizações. Já a primeira atividade com bola em ritmo mais intenso com o campo inteiro à disposição aconteceu somente nesse domingo, por duas horas debaixo de um sol intenso, com o coletivo no estádio José Maria Melo. O técnico Wantuil Rodrigues deu sinais de que há uma espinha dorsal do time titular pelo que já conhece dos atletas contratados.

Neto Ruvenal, preparador físico
O TEMPO pode parecer curto já para um treinamento em ritmo forte como foi o coletivo, até porque o grupo só ficou completo ao final da tarde dessa quarta-feira, mas o preparador Neto Ruvenal tem a explicação: “encontramos um grupo bem fisicamente” sem que qualquer atleta necessitasse de um trabalho à parte para seu aprimoramento.

“ENCONTREI ATLETAS com perfis parecidos. Alguns estavam sem clubes, mas procuraram cuidar da forma física à sua maneira e fizeram isso muito bem”, disse. Na sua avaliação, apenas dois jogadores precisarão perder peso nos próximos dias, mas sem a necessidade de treinarem separadamente.

“PRIMEIRA VEZ”

Jomar Almeida, fisioterapeuta
DA MESMA forma, o fisioterapeuta Jomar Almeida, que acumulou nos últimos anos experiências no futebol e no vôlei profissionais, comentou à VENETA sobre o que foi realizado nesses primeiros dias.

“EXAMINAMOS TODOS os atletas neste período e pela primeira vez encontrei um grupo que não apresentasse qualquer problema, com jogador precisando de tratamento imediato”, observou, ao destacar que mais de 80% dos atletas vieram já em ritmo de treinamento.

“MUITOS DELES estavam em atividade nos seus clubes de origem antes de serem emprestados para o Montes Claros e, os demais, mesmo parados há cerca de um mês, treinaram por conta própria”. Segundo Jomar, a baixa média de idade do Montes Claros deve ser vista como uma vantagem. “Muitos dos atletas têm entre 18 e 24 anos. Quando os atletas são mais novos, o condicionamento e a recuperação em caso de alguma contusão acontecem mais rapidamente”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: