Cassimiro na contagem regressiva para a estreia

CLUBE JÁ quitou taxas de transferências e segue preparação final para a fase seletiva do Mineiro Júnior

O CASSIMIRO finaliza seus preparativos para a estreia no Campeonato Mineiro Júnior, dia 19 de maio, no estádio José Maria Melo, contra o União de Paracatu, pela Chave A da fase seletiva. Já são três meses de trabalho sob comando do técnico Marlon Araújo, com um grupo formado por metade dos atletas vindos de outros estados e a outra oriunda de cidades de Minas e da região.

OUTRO PONTO considerado favorável na análise do elenco é a experiência de grande parte do grupo em competições federadas, já que cerca de 70% dos garotos estão entre o segundo e o terceiro ano de juniores.

ESTA SEMANA começou com uma boa notícia: a quitação das taxas de transferências dos atletas, o que se torna uma garantia que de que o treinador poderá escalar força máxima desde o primeiro jogo. Foram gastos cerca de R$ 9 mil nessa regularização. Os contratos começam a ser registrados a partir de amanhã.

JÁ DENTRO de campo, a preparação mesclou trabalhos físicos e de academia com coletivos, treinos de fundamento e mais de dez amistosos – até mesmo em dois dias seguidos. Os adversários em geral foram times juvenis e juniores da própria cidade ou equipes adultas que estão participando do Campeonato Rural “José Nardel”. Na maioria dos testes, o Cassimiro goleou.

CHAVE TEM 5 E 4 CLASSIFICAM

O REGULAMENTO da fase seletiva do Mineiro Júnior prevê que os quatro primeiros colocados de cada uma das chaves classifiquem-se para a 1ª fase. Acontece que no caso do Cassimiro, ao invés dos seis adversários iniciais, ele enfrentará apenas outros quatro clubes. Ou seja, de uma chave de cinco times só um será eliminado após os dois turnos.

“A SAÍDA de dois clubes de nossa chave vai aumentar a competitividade porque apenas uma equipe será desclassificada. Não podemos correr riscos e, por isso, ter um grupo experiente será importante para os planos do Cassimiro”, disse o gerente de futebol de base do clube, Jeibson Moura. Até o ano passado, ele desempenhava essa função no Funorte.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: