Terceira derrota seguida do Funorte no Módulo II

Funorte perdeu a terceira seguida e amarga a pior campanha da Chave A
TIME QUE teve que mandar seu jogo no campo da URT sofre com a forte ameaça de rebaixamento
O DRAMA se repetiu e o Funorte Esporte Clube perdeu pela terceira vez seguida na 1ª fase do Campeonato Mineiro do Módulo II. “Recebeu” o Araxá, no estádio Zama Maciel (pertencente à URT), em Patos de Minas, e perdeu por dois a zero, gols de André Alves e Thiago Pereira, aos 5’ e aos 31’ do segundo tempo. A renda foi de R$ 1,5 mil para 209 pagantes. Ainda neste sábado, pelo mesmo grupo, Patrocinense e Mamoré ficaram no 0x0, em Patrocínio e continuam dividindo a primeira colocação do grupo com sete pontos cada.

JÁ O time de Montes Claros segue na lanterna geral da Chave A, sem pontos ganhos e com o saldo de sete gols negativos. O novo revés não deixa de não balançar o técnico Hílio Borges no comando da equipe. URT e Uberlândia completaram a rodada neste domingo e terminaram empatados em dois a dois.

SUSTO

UM DOS
destaques do primeiro tempo com defesas importantes, o goleiro Wilson Martins não se sentiu bem no intervalo e na volta ao gramado precisou ser encaminhado para o hospital. Foi substituído por Matheus. O episódio para ter mexido com a concentração de seus companheiros, tanto que o Ganso abriu o placar logo aos cinco minutos da etapa final depois de um empate sem gols no primeiro tempo.

ANTES, O
time ficou sem o atacante Sávio, que sofreu uma entorse logo aos quatro minutos de jogo e precisou ser substituído por Kayke, que assim como ele veio das categorias de base. Mais tarde foi confirmada uma fratura no pé.

O FUNORTE
deveria ter jogado em Montes Claros, mas assim como aconteceu na estreia, está proibido de ser mandante em sua cidade diante do veto do estádio José Maria Melo pela não liberação do laudo de segurança (pânico e incêndio), expedido pelo Corpo de Bombeiros. O local precisará passar por alguns ajustes para que o time volte a atuar em sua “velha casa”. Na rodada inicial, jogou também em Patos na condição de mandante e foi derrotado pela Patrocinense por dois a um, mas no estádio do Mamoré. Foto: Agesporte
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: