Futebol de Montes Claros perde Geraldo Brant


O ESPORTE de Montes Claros, em especial o futebol de base, perdeu um de seus grandes incentivadores. Faleceu nessa quinta-feira, aos 66 anos, Geraldo Brant, que por muitos anos dirigiu as categorias inferiores do Ateneu. Ele estava em sua casa quando sofreu um infarto fulminante. Deixa viúva e três filhos.

“SEU” BRANT, como também era conhecido, também foi jogador e técnico, mas tomou gosto mesmo pela função de coordenador das categorias de base do Broca. Foi sob seu comando que o clube disputou pela última vez o Campeonato Mineiro Júnior. Técnico naquela época, Sebastião Queiroz, o Nego, falou sobre a perda do companheiro.

“TRABALHEI POR seis anos no Ateneu e pude conhecê-lo muito bem. O Brant sem dúvida alguma foi um dos maiores abnegados do futebol na cidade”, disse o treinador, que atualmente é técnico no Centro Esportivo Gol de Ouro – escola de futebol no bairro Melo que Brant montou com a ajuda dos filhos e da família.

SECRETÁRIO DA
Liga Montes-clarense de Futebol, Ivan Siqueira lembrou que esteve com Geraldo Brant ainda nessa terça-feira, durante a entrega do troféu Bola Cheia/Unimontes, no Automóvel Clube. “Perdemos um grande amigo”. Hoje advogado e professor universitário em Uberaba, Widson Dantas foi atleta de Ateneu nos anos 90. “O Brant foi meu treinador e depois diretor de futebol quando joguei na base do Ateneu. Época muito boa. Que Deus conforte seus familiares e amigos”.

DENARTE D’ÁVILA, que conviveu com Geraldo por décadas, lembrou que ele foi uma das pessoas que fazia campanha pela recuperação do estádio João Rebello. Chegou a sugerir parceiras para que empresas assumissem a reforma e o clube oficializasse convênios com clubes como Atlético e Cruzeiro. Acabou sendo voto vencido e preferiu se afastar do Ateneu.

O VELÓRIO acontece na Santa Casa e o sepultamento será às 9 hioras desta sexta-feira.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

2 comentários:

Ellen disse...

Falta fará não somente ao futebol de Montes Claros, em especial o Ateneu do qual imbatível incentivador, causa que abraçou de alma e coração. Homem de fé e de coração generoso, deixa naqueles com quem conviveu, uma saudade profunda... Mas a certeza de que cumpriu de modo sublime sua missão e que Deus perfeito em seu amor o tem entre os seus eleitos.Esteja em paz tio Geraldinho!

Marcelo Andrade disse...

Pelo pouco que conheci, o Sr. Geraldo (ainda no centro esportivo "Gol de Ouro"), percebi nele uma pessoa totalmente dedicado ao esporte, em especial o futebol.
Uma pessoa tranqüila e de bom coração, eu gostava muito dele e desejo a ele um bom lugar no reino dos céus!!!

Marcelo Andrade