Eduardo "Rabo de Vaca" chega confiante ao Tricolor

TÉCNICO FALA que vitória dará confiança ao grupo não apenas para fugir do rebaixamento

NA VÉSPERA
de sua quarta partida pelo Módulo II, segunda-feira, contra o Mamoré, o Funorte iniciou a “era Eduardo Amorim” no comando do clube. O novo técnico foi apresentado no meio da tarde desta sexta, no CT do Distrito Industrial, com um discurso otimista sobre o futuro do clube nesta temporada: quer primeiro por fim à ameaça de rebaixamento para depois tentar brigar por uma das duas vagas da Chave A às semifinais.

AOS 61 anos, Eduardo estava sem clube há quatro anos, mas não por falta de oportunidades ou convites. Com o título de campeão da Copa do Brasil pelo Corinthians, em 95, sempre é lembrado por clubes e empresários, mas optou em recusar por “causa dos excessos de interferências”. A escolha por um clube de Montes Claros, cidade onde nasceu, tem a ver com a proximidade com familiares e a chance de atender aos pedidos de quem sempre lhe cobrava “emprestar o seu prestígio” ao futebol local.

ALÉM DE evitar a queda, Eduardo pensa em ajudar o clube a se estruturar melhor e reorganizar o trabalho de base, que tem sido referência nos últimos anos. Na coletiva, deixou claro que quer ajudar na preparação da equipe para outras competições, embora o tempo inicial de contrato seja até o final de abril, quando será encerrado o Módulo II.

ACESSO

“SEI QUE
a competição é complicada, ainda mais nesta situação em que o time se encontra, mas caso o time alcance duas vitórias poderemos voltar à briga direta pela classificação. O grupo ganha confiança”, disse Amorim, que também passou pelo comando de times gregos e foi bem sucedido no acesso deles para a elite nacional.

NESTE SÁBADO, às 9 horas, acontecerá o coletivo apronto para a definição do time e da delegação que enfrentará o líder Mamoré, segunda-feira, às 20 horas, em Patos de Minas. No coletivo de hoje, Eduardo “Rabo de Vaca” manteve a defesa que entrou contra o Araxá, semana passada, mas mudou o meio de campo, com a volta de China, que cumpriu suspensão e a entrada de Diogo na vaga de Léo Baiano. O veterano Dandão, que trabalhou com ele na Grécia, também virou titular.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: