Só a vitória sobre o Voltaço adiantaria pouco ao Montes Claros

CIENTE DE que não depende apenas das próprias forças para definir seu futuro na competição, o BMG/Montes Claros entra em quadra nesta quarta-feira, às 19h30, para enfrentar o Volta Redonda, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, pela 8ª rodada do returno da Superliga Nacional de Vôlei. Ao invés da cobrança de algum valor como nas outras partidas como mandante, o ingresso para acesso às arquibancadas será simbólico: a doação de um quilo de alimento não perecível.

APENAS NA 10ª colocação com 15 pontos, o time montes-clarense depende de uma série de quatro vitórias até o final da primeira fase e, ao mesmo tempo, torcer por quatro derrotas do São Bernardo (26) para chegar aos play-offs. Acontece que o rival vai enfrentar, também nesta quarta, o Londrina/Sercomtel, pior time da competição, e no ABC. Uma vitória paulista encerra as chances de classificação do Esquilão.

MESMO QUE a combinação desejada não aconteça, uma vitória nesta noite terá como consolo o duelo direto contra o time fluminense, com o Montes Claros reassumindo a nona colocação, desde que o placar seja de 3x0 ou 3x1. O Voltaço, que tem como um de seus principais jogadores do ponteiro Ezinho, vice-campeão brasileiro como o Montes Claros em 2010, tem 17 pontos.

EM NOVE jogos como mandante nesta temporada, o Esquilão venceu quatro (3x1 RJX, 3x2 UFJF, 3x0 Londrina e 3x1 Campinas) e perdeu outro cinco (0x3 Cimed, 0x3 Vôlei Futuro, 1x3 Sesi, 1x3 Minas e 0x3 Cruzeiro). No turno desta Superliga, o Montes Claros venceu o Volta Redonda, de virada, no interior do Rio de Janeiro, por 3 a 2.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: