Comando do Cruzeirinho recorre e estuda até saída da Liga

Cruzeirinho fez até carreata para comemorar título e corre o risco de ter que devolver taça
SOBRE A decisão da Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Liga Montes-clarense de Futebol (TJD/LMF), na terça-feira, que considerou o seu clube culpado ao escalar o atacante Tadeu de forma irregular, com registros simultâneos em dois clubes, o presidente do Cruzeirinho do bairro Renascença, Wilton Souza Santos, disse à VENETA, na noite de quarta-feira, que já providenciou a apresentação do recurso para julgamento em segunda instância.

NA PRIMEIRA denúncia de que foi alvo, quando o zagueiro Rondinelli foi citado também com duplo registro no Social de Coronel Fabriciano e no próprio Cruzeirinho, o time do bairro Renascença foi condenado na comissão disciplinar e absolvido no TJD.

Wilton estuda até saída da Liga
NITIDAMENTE REVOLTADO, ele entende que a agremiação “não pode pagar por um erro que acontece há dez anos”. Wilton lembra que Tadeu atuou por outros nove clubes da mesma forma e foi campeão amador em quatro oportunidades, inclusive com a camisa do próprio Santa Lúcia, em 2006, que foi o autor da denúncia.

“A LIGA é filiada à FMF, portanto deveria ter em seus arquivos a situação atualizada de cada atleta, até porque a gente no início do ano pagou pela transferência do Tadeu”, completou o presidente. Lembra que o Santa Lúcia foi derrotado dentro de campo pelo seu time na 1ª fase (1x0) e nas semifinais (4x1). “Independente de qual seja o resultado no TJD, me considero campeão amador de Montes Claros”, finalizou.

SAIR DO AMADOR?

AO FINAL
, Wilton lamentou que uma carta em que o Ateneu (com o qual Tadeu teria vínculo de 2002 conforme denúncia reconhecida pelos auditores da Comissão Disciplinar) assume a falta de vínculo com o atleta, com a FMF e com a própria Liga não tenha sido considerada na decisão da Comissão Disciplinar. “É uma decepção atrás da outra, mas diante do cenário que vi, o mais provável é que o Cruzeirinho deixe as competições de Montes Claros”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: