Na véspera do "clássico" dos lanternas, diretor avalia momento do M. Claros

NO JOGO dos desesperados, em rodada que marca o encerramento do turno, o BMG/Montes Claros recebe nesta quarta-feira, às 19h30, o Londrina/Sercomtel, no Poliesportivo Tancredo Neves. Os dois times ocupam as últimas colocações da Superliga 2011/2012, com 9 e 4 pontos, respectivamente. Os ingressos custam R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

EMBORA O momento sinalize para uma crise diante da falta de uma sequência maior de vitórias (somente quatro em dez jogos), a diretoria faz um discurso mais ameno e aponta o equilíbrio da competição como uma das justificativas pela campanha irregular.

“CLARO QUE fica difícil digerir tantas derrotas, mas o momento de instabilidade é normal tanto aqui como em outros clubes. O nosso time tem potencial e até consegue abrir vantagens dentro do set jogando de igual para igual, mas ainda peca na parte final do jogo. Mais concentração ajudaria como nas vezes em que ganhamos de times que adiante venceram outros considerados mais fortes do que eles. Não há uma equipe sequer que seja montada com a certeza de título”, disse o diretor executivo do Montes Claros, Victor Oliveira.

ELE COMPLETOU: “a torcida cobra com razão porque nos dois primeiros anos acostumou com um número maior de vitórias, mas temos que pensar no projeto em si. É um momento que vai passar, com certeza”, finalizou.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: