Clube teme, ao mesmo tempo, interdição de ginásio e comprometimento do piso

A DIRETORIA do time de vôlei do Montes Claros vê as conseqüências sobre o fato como muito graves, já que a CBV, através do delegado da partida contra o Campinas, notificou o clube sobre o fato. Através de seu twitter (@volei), a Confederação Brasileira de Voleibol informou ontem que, diante da reincidência, haveria possibilidade de vetar o ginásio na partida seguinte caso o problema não seja solucionado.

O COMANDO
do clube entende, ainda, que a água vinda das goteiras, com tamanha incidência, está comprometendo o piso da quadra, que é de madeira flutuante – um dos tipos mais caros no mercado. De fato, já há pontos na área de jogo que apresentam estufamento.

AO FINAL
da vitória de 3 a 1 sobre o Campinas, a VENETA presenciou o presidente do clube, Felipe Oliveira, recebendo uma ligação telefônica do secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer, Toninho da Cowan, reconhecendo a necessidade urgente de reparos no teto do Poliesportivo para sanar o problema.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: