Nada de Copinha para o Funorte

FMF DETECTA erro e denúncia contra o Itaúna fica pelo caminho; mesmo em quinto, Galo garante a quarta vaga oara São Paulo

QUARTO COLOCADO
na fase final do Campeonato Mineiro Júnior, o Funorte pôs fim às esperanças de garantir fora de campo uma das vagas de Minas para a Copa São Paulo Júnior de 2013. O Tribunal de Justiça da Federação Mineira de Futebol não considerou as denúncias sobre o suposto uso de jogador irregular por parte do Itaúna na fase hexagonal, o que poderia penalizar o clube com a perda de seis pontos. Vice-campeão da categoria, ele cairia da segunda (16 pontos) para a quinta colocação (10).

ASSIM, FOI mantida a classificação final após as 10 rodadas desta etapa e o clube da cidade de Itaúna se juntará ao Cruzeiro, América e Atlético na disputa da Copinha, daqui a um ano. Minas Gerais tem direito a quatro vagas e o Galo, mesmo com a quinta colocação geral apenas, vai para a São Paulo “por direito adquirido”, segundo o departamento técnico da FMF.

FALA EDMAR

A VENETA conversou com o diretor técnico do departamento de futebol da Federação, Edmar Francisco Pires, no meio da tarde dessa segunda-feira. Segundo ele, ao contrário do que foi divulgado após o empate entre Funorte e Atlético, em um a um, na última rodada do Mineiro Júnior, a denúncia contra o Itaúna não tinha nada a ver com o uso de sua parte de jogador inscrito por outra equipe em fase anterior. Na verdade, havia a suspeita da escalação de um atleta que não havia cumprido a suspensão automática pelo terceiro cartão.

NO ENTANTO, uma confusão do DT na análise de súmulas e relatórios fez com que a própria FMF denunciasse o Itaúna. “Foram três rodadas em uma mesma semana e num primeiro momento foram analisadas apenas duas, por isso a confusão. Depois que os documentos foram comparados, percebeu-se que o atleta do Itaúna já havia cumprido a suspensão automática”, completou Edmar, que explicou em entrevista (logo abaixo) sobre o critérios da FMF para as vagas na Copa SP – considerada um dos campeonatos brasileiros da categoria.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: