Comando do Funorte: Luiz Eduardo ou Pereira

LUIZ EDUARDO Lima, campeão da Segunda Divisão pelo próprio clube em 2008, e o ex-goleiro Pereira (FOTO AO LADO), que atuou pelo Atlético e Cruzeiro nos anos 80 e que recentemente conquistou a terceira colocação geral da Segundona Mineira pelo União Luziense, são as opções com as quais o Funorte Esporte Clube trabalha na tentativa de definir seu técnico para a disputa do Módulo II/2012.

A INFORM
AÇÃO é de Cristiano Dias Júnior, que reassumiu a função de diretor de futebol depois de deixar o cargo logo após o rebaixamento no Campeonato Mineiro da 1ª Divisão. A competição começa no dia 12 de fevereiro e a estreia do FEC será em casa, contra o Patrocinense. Os dois times estão na Chave B, ao lado de URT, Araxá, Mamoré e Uberlândia.

APESAR DE ter sido o primeiro nome cogitado pela diretoria do clube, até porque estava e
m Montes Claros até abril tentando salvar o time do rebaixamento, Luiz Eduardo não depende apenas de sua vontade para comandar o Funorte pela terceira vez.

CAMPEÃO DA 2ª Divisão pelo Araxá, mês passado, ele já teria acertado verbalmente a renovação de contrato com o Ganso. No entanto, para assinar, espera pelo acerto da premiação pelo título o que ainda não aconteceu.

NESTA SEMANA, o repórter da rádio Imbiara, de Araxá, Márcio Rosa, confirmou essa versão à VE
NETA. “Embora o Luiz (FOTO AO LADO) tenha sido o responsável pelas contratações, dispensas e renovações do grupo que foi campeão da Segunda Divisão e garantiu o acesso para o Módulo II, ele ainda não assinou seu novo contrato com o Araxá Esporte”, disse. No entanto, segundo Márcio, diretoria e técnico já estariam apalavrados.

COMO HÁ uma ponta de possibilidade de Luiz voltar à cidade, o Funorte vai esperar até o último momento para buscar segundo nome, que também já foi divulgado. Márcio Pereira, que foi goleiro do Cruzeiro e América nos anos 80, foi citado pelo diretor de futebol. “Ele fez um trabalho muito bom no União Luziense, apostando em um time jovem e com o orçamento baixo”, explicou Júnior, referindo-se à realidade financeira de momento do FEC.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: