Navajas aparece entre as novas opções

BMG/MONTES Claros reformula a lista de opções para a vaga deixada por Manu Arnaut; técnico campeão brasileiro em 97 tem proposta em mãos

O BMG/Montes Claros ainda está à procura de um novo técnico para a disputa da Superliga Nacional 2011/2012, a partir do dia 10 de dezembro. Desde a saída de Manu Arnaut, que pediu demissão há oito dias, o clube iniciou uma maratona nos bastidores para apresentar propostas, contactar treinadores ou mesmo analisar aqueles que estão sendo indicados por empresários. Até o momento, a lista de pretendidos sofreu baixas, mas também ganhou mais nomes, como o de Ricardo Navajas, campeão brasileiro na temporada 96/97 pelo Report/Suzano e vice em 94/95, 95/96 e 98/99.

SEGUNDO O diretor administrativo
Victor Oliveira, os nomes de Toninho Rezende e Carlos Alberto “Cebola”, comentados ainda na semana passada, estão descartados. Percy Olken ainda não foi contactado e Mauro Grasso ainda não respondeu sobre a proposta salarial apresentada pelo clube.

JÁ CHICO dos Santos, auxiliar de José Roberto Guimarães com a seleção brasileira feminina na Copa do Mundo, dependeria de sua volta do Japão para dar uma resposta ao clube. Como o BMG/Montes Claros tem pressa, até porque quer o novo comandante antes do fim do mês, a conversa com Chico ficaria em “stand by”.

DIANTE DOS contratempos, surgiu o nome Navajas, que passou também pela Seleção da Venezuela nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim. De lá pra cá, ele deu um tempo no voleibol e assumiu a função de coordenador técnico em três clubes de futebol: Poços de Caldas, Santo André e Guarantinguetá (atual Americana). Agora, está sem vínculo com qualquer clube.

PERGUNTADO SOBRE a opção por Ricardo, de 52 anos, o diretor do Montes Claros cita, além de sua experiência, o fato de ele ter trabalhado com alguns dos atuais jogadores do grupo. “Vários foram até lançados como profissionais pelo Navajas”, disse Victor. O empresário do técnico tem em mãos a proposta salarial do clube.

MAIS UM

COMO MANDA o ditado popular “cada caso é um caso”, o clube vai trabalhar, ainda, em outra frente e deve sondar, também, José Paulo Perón, que passou pelo Náutico, de Araraquara. Jorge Schmidt, ex-Sogipa, chegou a ser oferecido por seu empresário. Como se vê, até a definição sobre o substituto de Manu Arnaut, o Montes Claros estudará as várias opções possíveis no mercado.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: