Após adiamento, Funorte espera julgamento que pode tirar pontos do Itaúna

ENCERRADO EM campo há uma semana, o Campeonato Mineiro Júnior foi estendido aos tribunais e essa prorrogação mantém a indefinição sobre a possibilidade de o Funorte garantir uma das vagas do Estado e disputar a Copa São Paulo de 2013. O time de Montes Claros terminou em quarto lugar, com 13 pontos. foto - Tico Cordeiro

DENUNCIADO PELA Federação, o Itaúna seria julgado na última terça-feira pelo uso de um jogador irregular, mas o processo (458/11) foi retirado de pauta pelo Tribunal de Justiça Desportiva para que o Departamento Técnico da FMF preste maiores esclarecimentos ao relator do processo, Dalmi de Almeida.

O REGULAMENTO não permite novas inscrições na fase final (hexagonal) e o Itaúna está sendo acusado de ter usado no jogo contra o Galo, um atleta que disputou a própria competição pelo Siderúrgica, na fase anterior. A transferência poderia acontecer, mas antes do hexagonal final.

PIOR PARA o Itaúna é que o mesmo jogador foi utilizado outras duas vezes contra o Funorte e contra o América, conforme os processos 460 e 463, respectivamente, já pautados pelo TJD da FMF para a reunião desta terça-feira (29/11). O clube rubro-negro pode perder seis pontos por cada jogo e despencaria da segunda colocação (16 pontos) para a lanterna geral.

A FMF estabeleceu que os quatro melhores times do Mineiro Júnior levariam as vagas do Estado para a Copinha SP de 2013, mas como o Galo não ficou na lista (foi apenas o quinto), resolveu “penalizar” o segundo melhor time do interior na classificação final. Por isso, o Funorte só garantiria vaga na disputa paulista se o Itaúna for punido.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: