Vencer o Atlético, na Cidade do Galo, não é para qualquer time

FUNORTE ESTREIA no hexagonal final do Mineiro Júnior com vitória histórica sobre os alvinegros – a 1ª como visitante

Sávio (sentado), Barbosa e o massagista Sombra na Arena do Jacaré após a vitória sobre o Galo

A BOA
campanha, se somado o rendimento das duas fases anteriores com 85,1% de aproveitamento, já era indício de que o time levaria muito a sério a disputa do Campeonato Mineiro Júnior em 2011. Logo na primeira rodada do Hexagonal Final, o Funorte tratou de reforçar esse compromisso ao derrotar o Atlético em plena Cidade do Galo, sábado à tarde, em Vespasiano. - (Foto: Vinnícius Silva - www.futeboldeminas.com.br)


FOI POR 3 a 1, gols do lateral esquerdo Dinei, aos 10’, do atacante Sávio aos 30’ do primeiro tempo, e do meia Caíque, aos 40’ da etapa final. O centroavante Leleu, que já passou pelo time profissional do Galo, marcou para os alvinegros, aos 15’ da etapa inicial. O Galo é, nada menos, que o atual campeão mineiro da categoria, além de ter vencido a última edição da Taça BH Júnior - sem sofrer um gol sequer.

NOS PRIMEIROS minutos de folga depois do feito histórico (foi a primeira vez que o Funorte venceu o Galo como visitante em quatro anos de disputa do Mineiro Júnior), os jogadores e a comissão técnica seguiram de Vespasiano para Sete Lagoas onde acompanharam das arquibancadas da Arena do Jacaré o empate sem gols – e sem graça – entre Atlético e América, pelo Campeonato Brasileiro.

NÚMEROS

EM 19 jogos, se somadas as fases preliminar, primeira e o hexagonal final, o clube sofreu apenas sete gols. São 16 vitórias, um empate e duas derrotas, com 40 gols a favor. Destaque para o goleiro Manu e a dupla de zaga Altamiro e Marcus Vinícius, que além de bons defensores também têm marcado gols.

OUTROS JOGOS - AINDA NO sábado, o Tupi venceu o América, em Juiz de Fora, por um a zero, enquanto Cruzeiro e Itaúna empataram sem gols. Assim, o Funortinho lidera pelo saldo de gols, mas o tempo para comemorar é muito pequeno. Nesta quarta-feira mesmo, feriado nacional da padroeira Nossa Senhora Aparecida, no estádio José Maria Melo, receberá a Raposa, pela segunda rodada do hexagonal final, às 15 horas. Os ingressos custam R$ 5, mas que podem ser substituídos pela doação de dois quilos de alimentos não perecíveis.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: