Meninas do MCTC são campeãs brasileiras

CONQUISTA DA 1ª Divisão da Taça Brasil de Clube garante o acesso à Divisão Especial; em meio às comemorações, o desabafo

O MONTES
Claros Tênis Clube é campeão brasileiro de futsal feminino adulto. Na final da 1ª Divisão da 20ª Taça Br
asil de Clubes, ao final da manhã deste domingo, no ginásio Jota Raposo, em Igarassu (Grande Recife - PE), o time fez 5 a 0 sobre o Ninho de Águias (Amazonas) e conquistou o título em sua primeira competição federada em nível nacional. Os gols foram marcados por Cinthía (2), Day (2) e a goleira Natália, todos no segundo tempo.

SOB O comando do técnico Rodrigo Maciel, o "Bezerra", as campeãs são as goleiras Natália Siega e Iana; alas: Day, Mari, Balu, Naiane, Carol e Amandinha; pivôs: Cinthia, Maraísa e Ana Cláudia; e as fixas Priscila, Déia e Thaís. João Batista é o auxiliar técnico e a professora Christina Soares a preparadora físca.


NA CAMPANHA geral, o time da Praça de Esportes se notabilizou pelas viradas de placar e por derrubar as pernambucanas, que tinham toda a torcida a seu favor.

NA
PRIMEIRA fase, empatou com o Paraíso/TO na estreia da última segunda-feira, em 5 a 5 - depois de estar vencendo por 3 a 0. O desgate com a viagem de 1,8 mil quilômetros entre Montes Claros e Recife, onde chegou somente no domingo passado, foi determinante para essa queda de rendimento. Depois venceu a Funlec/MS e o Petrolina, ambos por 3 a 1. Já classificado para as semifinais, entrou diante da Asdericel/RO para cumprir tabela e acabou derrotado por 9 a 2.

SPORT NO CHÃO

NA SEMIFINAL, encontro com mais um time da casa e de tradição no esporte especializado, além de ter sido o único com 100% de aproveitamento na primeira fase. Mesmo assim, as meninas do MCTC tiveram tranquilidade para vencer o Sport Recife. Chegaram a abrir dois a zero e venceram uma vez mais por 3 a 1, gols de Cinthia, Dany e Mari. Mais do que a vaga na final, a garantia antecipada do acesso para a Divisão Especial.

ELITE!


O
FEITO ainda garante ao MCTC a vaga de acesso para a Divisão Especial da principal competição entre mulheres do futsal nacional. Com um total de 23 clubes de praticamente todos os estados (somente o Marannhão e o Amapá não tiveram participantes), a Taça Brasil conta com a Divisão Especial (8), 1ª Divisão (8) e a 2ª Divisão (7).

NO ANO passado, o time já havia conquistado o Campeonato Mineiro e os Jogos do Interior de Minas (JIMI), além do 4º lugar nos Jogos Abertos Brasileiros (JAB's) de 2011.

DESABAFO


A ALEGRIA e a emoção das comemorações deram espaço também para os desabafos, como o da capitã Priscila, que é chamada pelas companheiras de Pi - foto abaixo. Ela fez questão de lembrar que o time, desde quando foi montado há pouco mais de dois aos, trabalhou quase sempre por conta própria. “Queremos mais apoio para jogar. Nós estamos aqui porque colocamos nosso dinheiro, o dinheiro do nosso treinador. Ainda bem que todas trabalham e têm condições, mas seria bem mais fácil se tivéssemos mais estrutura”, disse a jogadora ao jornalista Daniel Gondim, assessor de imprensa da CBFS.

ANTES MESMO da viagem para o Grande Recife, o técnico Rodrigo "Bezerra" Maciel
comentava sobre a dificuldade de ter uma rotina maior de trabalho e lembrou que o seu time pôde treinar somente aos finais de semana diante dos outros compromissos das jogadoras, que dividiam a atenção entre o futsal e os seus trabalhos. A própria Priscila custou, por conta própria, as viagens entre Janaúba, onde mora, e Montes Claros.

MENOS MAL QUE para a disputa no Grande Recife (PE), o apoio apareceu. Os Correios, patrocinador da Taça Brasil, custeou parte das as despesas de transporte e hospedagem. O presidente do clube, Geraldo Altamiro Oliveira, o Tatu, foi buscar apoio nas empresas locais para novos uniformes. Fotos: Beto Costa/CBFS

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

3 comentários:

Anônimo disse...

Isso mesmo Pi, temos que falar sim!
Só conseguimos treinar com o time todo nos três últimos finais de semana antes da Taça Brasil porque Rodriguim (treinador) tirou do bolso dele o dinheiro para o combustível, para que as meninas de Janaúba viessem para Montes Claros. Fora tantos outros gastos que temos e ninguém fica sabendo!

Anônimo disse...

Apoiada totalmente Pi. Sabemos o quanto gastamos por jogar por esse time. Ainda bem que, até hje o nosso esforço tem sido suficiente, mas, e quando não for? Amamos jogar por essa equipe e por isso nos esforçamos tanto. Até quando faremos tantos sacrifícios e não seremos valorizadas?? O futsal feminino de moc mostrou seu valor, e agora espera o retorno. Ninguém quer ganhar pra jogar, mas queremos ao menos não perder, não gastar. Vamos MCTC !!

Anônimo disse...

Parab'ens 'as meninas!