Júnior sob indefinição dos horários

SOB TEMOR de concorrência com TV e aumento de custos, Funorte vive impasse sobre qual será a hora de seus jogos em casa

PASSADA PARTE da turbulência provocada pela crise financeira, que quase provocou a saída de vários jogadores, já confirmado e em ritmo intenso de treinos para a sequencia do Campeonato Mineiro Júnior, apesar da troca de comando técnico, o Funorte está encontrando dificuldades para adequar seus interesses à tabela de mandante na primeira fase.

INTERESSADO NA transmissão de todos os compromissos via rádio, além de evitar a concorrência com possíveis partidas de times mineiros pelo Campeonato Brasileiro em horários próximos, o clube quer que seus jogos em Montes Claros sejam sempre às 15 horas. O FEC está na Chave B, que tem o América (BH), Contagem, Siderúrgica, Valério Doce e Itambacuri.

A FEDERAÇÃO Mineira de Futebol já divulgou a tabela há pelo menos dois meses e já determinou que todos os compromissos em Montes Claros aconteçam às 17 horas, com exceção da 10ª rodada do segundo turno, quando serão definidas as duas vagas da chave para o hexagonal final e, por isso, todas as partidas devem acontecer no mesmo horário (15 horas).

O CURIOSO é que, por meio de nota, a FMF bate mais ainda o bate o pé. Um e-mail assinado por Bernardo Fiorini, do departamento de futebol, remarca os jogos em Montes Claros das 17 para as 19 horas.

ORDEM

A ESTREIA do Funorte será como visitante, contra o Itambacuri, no dia seis de agosto, no Vale do Mucuri. Já no dia 13, o primeiro compromisso em casa, até segunda ordem, será contra o Contagem, às 17 horas. A sequencia no estádio José Maria Melo tem como adversários o América (20/8), Siderúrgica (3/9) e Valério (10/9).

MESMO COM a tabela pronta, o Funortinho encaminhou um ofício à FMF solicitando a antecipação de seus jogos em duas horas, “alegando que o bom senso com os filiados sempre foi uma alternativa” da Federação. Na nota, alega que às 17 horas, haverá concorrência com a TV, e às 19 horas, teria um custo maior com a arbitragem, com a obrigação de assumir mais uma diária nos hotéis.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

2 comentários:

Anônimo disse...

e o time será q esta completo?
ou tem desfalque por causa da desordem do time.

Ronaldo disse...

É difícil...
A FMF pirraça demais o FEC, eles fazem de tudo pra nos prejudicar.