Montes Claros está inscrita no JIMI, mas com corte de verba ainda não sabe se vai

EMBORA o anúncio tenha sido incisivo durante a reunião com técnicos do esporte especializado, na véspera de carnaval, o corte da verba de custeio para que as equipes da cidade disputem os Jogos do Interior de Minas em 2011 não é caso definitivo. Há sim correntes internas na Prefeitura contrárias ao repasse, mas há também quem trabalhe pelo paliativo.

O PRIMEIRO orçamento apresentado pelos técnicos e equipes para as três fases do JIMI (São Francisco, Diamantina e Patos de Minas), era de R$ 58 mil entre valores de inscrições, transporte, alimentação, hospedagens e diárias. Aí houve o veto e o custo foi readequado para R$ 40 mil, mas novamente recebeu um sonoro não. Ao que parece então, sobre as parcerias, o momento é de tentar o plano C.

EMPRESAS DA cidade assumiriam um modelo de parceria, com o município respondendo por fatia igual ou um pouco maior das despesas. Algum benefício seria apresentado, possivelmente na forma de isenções.

DE QUALQUER MANEIRA, o município respeitou o prazo e confirmou a sua inscrição para a disputa do JIMI/2011. O limite inspirou nessa quarta-feira e pouco mais de 180 cidades asssumiram tal compromisso. No entanto, isso não quer dizer que estarão em quadra entre os dias 19 e 24 de abril, datas das etapas regionais.

ENTRE SE inscrever e assumir as despesas com taxas, viagens e alimentação, além da hospedagem, hoje, dentro da realidade montes-clarense, há um fosso considerável.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: