Técnico do Funorte pede mais opções para a zaga, armação e ataque

MAS COMANDO do clube adianta que precisará de mais patrocinadores para atendê-lo

A AMEAÇA DE PERDER três opções para o jogo deste sábado, por fatores diversos, fez Wagner Oliveira reforçar o alerta dado à diretoria no início da semana: o grupo ainda precisa de reforços. O técnico quer pelo menos mais uma opção para a zaga, armação e ataque. “Se puder contar com mais nomes na defesa e na frente melhor ainda, porque a competição já mostrou que será dura”.

MESMO COM AS indicações que passou aos dirigentes, ele acredita que haverá dificuldades para a garantia destes nomes. “Alguns jogadores já acertaram com outros clubes, além do que o mercado está muito competitivo: quem está livre estuda várias ofertas”, acrescentou.

UMA OPÇÃO SERIA pagar a rescisão no clube de origem para ter o atleta, mas que é vista como a menos provável pela restrição orçamentária. O superintendente do FEC Cristiano Dias Júnior já adiantou que o clube precisará de novos patrocinadores se quiser contratar mais.

ELE TEM CIÊNCIA da necessidade de reforços, mas, ao mesmo tempo, explica que o orçamento está no limite. Em nota da assessoria de imprensa divulgada anteontem, ele disse que “espera fechar com mais patrocínios para, aí sim, trazer novas opções para a comissão técnica”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: