Sandro, Daniel Morais e Beto também foram comentados

A INTENÇÃO DO FUNORTE era de anunciar todos os reforços de uma só vez, mas teve que dividi-los em duas listas porque ainda não definiu sua receita para a próxima temporada e foi obrigado a renegociar praticamente todos os salários combinados com os jogadores pretendidos e seus respectivos empresários, ainda no início de novembro.

POR CAUSA DISSO, a primeira das listas divulgada em 13 de dezembro teve apenas quatro nomes: o zagueiro Binho, os atacantes Kleyr e Simão e o lateral direito Anderson Silveira. O atacante Hadamés e lateral esquerdo Pavão também foram anunciados e chegaram a se apresentar ao treinador Wagner Oliveira, mas após um curto período de testes já foram dispensados por deficiência técnica. Na sua apresentação à imprensa, dia 1º de novembro, o treinador do Funorte foi enfático ao afirmar que havia passado à diretoria uma lista de 12 a 15 nomes de prováveis reforços.

SANDRO E BETO

ALÉM DAQUELES QUE foram contratados e dos demais que estão sendo ventilados pelo Formigão, o clube chegou a trabalhar em cima de outros nomes como do lateral esquerdo Beto, ex-Ipatinga, o atacante Daniel Morais, ex-América e Cruzeiro, o armador Sandro, ex-Cruzeiro e ABC de Natal. Mas todos foram apenas cogitados, sem qualquer tipo de acerto.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: