Equilíbrio, mas com derrota

EQUILÍBRIO HOUVE, TANTO que o time conseguiu ficar à frente em vários momentos dos quatro sets, mas a maior eficiência do adversário principalmente nos saques e no bloqueio fez com que o BMG/Montes Claros fosse derrotado pela primeira vez nesta Superliga. Na noite de quinta-feira, em Araçatuba/SP, o Vôlei Futuro saiu de quadra com a vitória por três sets a um, parciais de 20/25, 25/21, 21/25 e 17/25, em duas horas e 16’ de jogo.

O GINÁSIO PLÁCIDO ROCHA recebeu sua lotação máxima – 2,5 mil pessoas -, que consideraram a partida como um dos presentes para a cidade, que comemorava seu aniversário de 102 anos naquele dia. Mesmo derrotado, o time montes-clarense teve o segundo maior pontuador da noite: o oposto Leandrão, com 21 acertos. Com esse rendimento, ele já superou a marca dos 100 pontos na competição (103).

UM DOS DIFERENCIAIS a favor do time paulista esteve com o cubano Oreol Camejo, com sete dos 13 pontos de saque (24 em todo o jogo), além, é claro, da força de conjunto do atual campeão estadual e com três nomes da Seleção Brasileira: Leandro Vissoto, Lucão e o líbero Mário Júnior.

POR SUA VEZ, O BMG/Montes Claros conseguiu apenas três pontos de saque e outros três de bloqueio, aliás, limitações que têm sido comuns neste início de temporada e, por isso, priorizada nos pedidos que o técnico Talmo de Oliveira faz nos treinamentos.

ANÁLISE

SEGUNDO NOTA DA assessoria de imprensa do clube, o técnico Talmo Oliveira fez uma breve análise da primeira derrota, mas que não tirou o time da primeira colocação, agora com 13 pontos: “sabíamos que seria um jogo difícil, equilibrado, que foi vencido pelo mérito e qualidade do Vôlei Futuro”. E completou sobre o compromisso de hoje (ontem): “agora é hora de nos prepararmos e corrigirmos os erros para o próximo jogo em Campinas”.

BMG/MONTES CLAROS – Rodriguinho (3), Tiago Salsa (6), Manius (5), Leandrão (21), Bruno (13) e Alberto (4). Líbero – Fábio. Entraram – Rodrigo (1), Alemão (1), Giovani (0), Denison (0) e Evero (0).

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: