Nomes ainda emperrados; dois a menos e salários atrasados

EMBORA GARANTA que há pelo menos mais nove contratações fechadas, o clube reconhece que vem esbarrando em questões internas para anunciá-las oficialmente e, também, na concorrência dos mercados mais abastados como o do interior de São Paulo para acertar com os seus principais pretendidos, mas os futuros adversários em Minas também vêm conseguindo atrapalhar os planos do Formigão.

O ATACANTE RAFINHA chegou ainda para a Taça Minas Gerais, mas, na verdade, o Funorte, em julho, estava antecipando sua contratação visando justamente a temporada 2011. Quando ele ainda era jogador do Tupi e depois do Formiga, o FEC tentou várias vezes trazê-lo para Montes Claros. Era certeza no grupo do novo técnico Wagner Oliveira até receber uma proposta do Guarani de Divinópolis. Conversou com a diretoria sobre a oferta, apresentou até mesmo motivos pessoais e já não faz mais parte dos planos do clube de Montes Claros. (FOTO: Ascom FEC)

COM FAMA DE artilheiro nas jogadas áreas após as faltas da intermediária ou escanteios, o zagueiro Luiz Henrique, que está no Uberlândia, era nome certo na lista dos novos contratados e o Funorte esperava apenas pelo término das finais da Taça Minas Gerais para anunciá-lo oficialmente. Mas como foi bem sucedido em Teófilo Otoni nas duas últimas competições, a oferta do América daquela cidade pesou mais que a do Formigão e o defensor foi anunciado ontem, mas para vestir as cores lá do clube do Vale do Mucuri. (FOTO: Ascom AFCTO)

SALÁRIOS


VALE LEMBRAR QUE as atenções no Funorte, ontem, não estiveram restritas somente à apresentação do elenco e dos contratados Alexandre (volante) e Elbinho (atacante). O comando do clube assumiu que há pendências para quitar a última folha salarial, ainda referente à disputa da Taça Minas Gerais. A garantia, no entanto, é de que isso nã vai ameaçar o projeto da Primeira Divisão. Ainda no aspecto financeiro, há sinais de pendências, também, no acerto com as taxas de aluguel do estádio José Maria Melo referentes aos jogos do time júnior pelo Campeonato Mineiro e do profissional na Taça Minas Gerais.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: