Londrina é a bola da vez

VITORIOSO NA ESTREIA, que teve apoio maciço da torcida, o atual vice-campeão brasileiro de vôlei, o BMG/Montes Claros volta à quadra neste sábado, às 19h30, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, para seu segundo jogo na Superliga Nacional. O adversário é o Londrina/Sercomtel, da cidade paranaense de mesmo nome. O time visitante, que tem Carlos Augusto de Oliveira, o Chiquita, ex-auxiliar do próprio Montes Claros como técnico, é um dos calouros da temporada 2010/2011, mas vem com apetite de veterano, já que ainda não fez um jogo sequer pela competição.

A PREVISÍVEL VONTADE
que o adversário tem de deixar uma boa impressão por ser seu primeiro jogo, somada ao próprio exemplo do Montes Claros, que foi um estreante atrevido na temporada passada, exigiram dos comandados do técnico Talmo de Oliveira uma semana de muito treino. Folga mesmo somente na tarde de quarta-feira, como é tradicional. Nos demais períodos, agenda cheia para os treinos de fundamentos, simulação de jogo e trabalho de academia.

A PREOCUPAÇÃO MAIOR
tem sido em reduzir os próprios erros. O BMG/Montes Claros fez uma estreia bastante nervosa contra o Santo André/Spread. Mesmo vencendo por três a zero, teve trabalho nos dois primeiros sets. Além do mérito do adversário em equilibrar as forças, o time pecou bastante com os erros de saque e de contra-ataque. O percentual de recepção ainda está abaixo do ideal. “São falhas comuns, mas que têm de ser minimizadas para que o time tenha o rendimento próximo do desejado”, analisou o técnico Talmo de Oliveira, em conversa com a VENETA.

PARA ELE, A NECESSIDADE
de vitória é absoluta, até porque o time vai estar em casa e diante da sua torcida, que já mostrou apoio na estreia. Além disso, nas próximas duas rodadas, o BMG/Montes Claros será visitante. No intervalo de três dias, jogará em Porto Alegre e Volta Redonda contra Sogipa e Voltaço, respectivamente. Ainda sobre alguns resultados da abertura da Superliga e o equilíbrio nos jogos entre times considerados favoritos como Sada/Cruzeiro 2x3 Sesi/SP, no qual o time mineiro vencia por dois sets a zero, ele destacou: “a Superliga será assim a todo momento e, por isso, vencer em casa é fundamental sob todos os aspectos”.

NA VITÓRIA DO PRIMEIRO
jogo, o ponteiro Bruno Zanuto, novo candidato a ídolo, foi o maior pontuador da noite, com 17 acertos, sendo um ace. Sobre os saques, há uma preocupação do comando do BMG/Montes Claros em melhorá-los diante do baixo rendimento desde a primeira fasse, passando pela semifinal do Mineiro, quando foi derrotado pelo Vivo/Minas.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: