Estreante disposto a aprontar

O LONDRINA PARECE estar apostando na receita do próprio Montes Claros para se dar bem em sua primeira Superliga. O Moringão, apelido do seu ginásio, tem capacidade para seis mil pessoas e através de um programa de sócio-torcedor o clube vem investindo na conquista do público. A promessa é de, dentro do plano, promover o sorteio de um carro zero quilômetro nos primeiros meses de 2010 como atrativo maior para a adesão imediata.

O PARANÁ TEVE sua última equipe na Superliga na temporada 2007/2008 com o Uniamérica/Foz, que fez 28 jogos e venceu apenas seis. O time é mantido pelo instituto Vagner Nunes de educação e o principal patrocinador do Londrina (Sercomtel) é uma empresa de telefonia daquela cidade, mas a Prefeitura também é uma das parceiras. Dos jogadores do atual grupo, apenas cinco possuem mais de dois metros de altura.

MESMO QUE TENHA o líbero Alan, recentemente campeão do mundo com a Seleção Brasileira, o time corre o risco de não ser muito conhecido do torcedor de Montes Claros, apesar de contar com o ponteiro Renato, que fez parte do grupo norte-mineiro no início da temporada anterior.

DOIS DESTAQUES SÃO estrangeiros: o ponteiro norte-americano Robert Tarr e o central Marc-Anthony, nascido em Trinidad e Tobago. Que ninguém espere facilidade. A maratona de treinos do time foi uma das mais intensas, justamente como provação para os críticos de plantão, além de motivação pelo apoio dispensado pela comunidade do interior do PR até então.

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: