Erros não impedem 6ª vitória

COM O APOIO DE 4,4 mil, BMG/Montes Claros vence mais uma; na quinta, encara fora base da Seleção

O NÚMERO DE ERROS foi até maior que o do adversário (25/24), mas isso não impediu que o BMG/Montes Claros conquistasse sua sexta vitória no primeiro turno da Superliga Nacional de Vôlei, na noite de sábado, mais uma vez com o Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves cheio.

AS 4.452 PESSOAS assistiram os três sets a zero sobre o São Caetano/Tamoyo, em uma hora e 32’, resultado que manteve o time do Norte de Minas na primeira colocação isolada com 12 pontos. Aliás, é o único clube com seis jogos realizados. (Foto: Patrícia Gomes Ribeiro)

MAS, POR ENQUANTO, o time montes-clarense não vai ganhar a folga na tabela até que o número de partidas dos outros clubes seja igualado. Depois de amanhã, o compromisso será em Araçatuba, às 18h30 horas, no Ginásio Plácido Rocha, contra o Vôlei Futuro, atual campeão paulista e que conta com pelo menos quatro jogadores fizeram parte das recentes listas da Seleção Brasileira: Lucão, Leandro Vissoto e Mário Júnior, tricampeões mundiais na Itália, mês passado, e o levantador Ricardinho.


PELA PRIMEIRA VEZ, o clube vai aparecer na "telinha", já que o canal a cabo SporTV 2 está anunciando esta transmissão, mas com a diferença de uma hora e menos em relação ao que foi anunciado na primeira tabela: das 20 horas para as 18h30. Será também o primeiro dos considerados favoritos ao título que o BMG/Montes Claros vai encontrar na competição. No sábado, o time jogará em Campinas, contra o Medley, clube que tem como dirigente o ex-levantador Maurício.

AS PARCIAIS FORAM de 25/23, 25/19 e 25/23. Manius e Leandrão anotaram 12 pontos cada, mas foi o central Alberto Mendes que conquistou o troféu Viva Vôlei, da CBV, de melhor jogador em quadra. O mau aproveitamento nos saques, na avaliação do técnico Talmo de Oliveira, foi o que comprometeu o rendimento do seu time. Apenas dois deles terminaram em pontos diretos: um com Alberto Mendes outro com Leandrão.

JÁ O LEVANTADOR e capitão Rodriguinho preferiu comemorar o resultado e o fato de o Montes Claros conseguir acumular pontos nessas seis primeiras rodadas da Superliga.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

2 comentários:

gleisson disse...

Ao contrario do vivo Minas, o montes claros teve um inicio de super liga contra times modestos. A partir do próximo confronto saberemos como esta o entrosamento do time. Ainda não achei resposta porque o alemão é reserva neste time, gosto do jogo dele, vira muitas bolas com muita força e técnica também. Continuaremos apoiando o PEQUI ATÔMICO e lotando

Leandro disse...

Há informações sobre o que deu a briga do Rodriguinho com o Salsa no último jogo? Será que foi discussão de jogo ou algo mais sério?