Cristiano Júnior também está deixando o Funorte

PARA O QUE PARECE SER “falta de paciência” do meia Alexandre, Deyvison Santos, da Santos Soccer Sports, com sede em Montes Claros, tem outra explicação. “Duas das pessoas que foram responsáveis pela ida dele para o Funorte, há dois meses, já não estão mais no clube e esse tipo de indefinição, em um momento importante que é o início do trabalho para um campeonato como a Primeira Divisão de Minas Gerais, prejudica qualquer ambiente de trabalho”, assinalou o empresário.

QUANTO AOS NOMES DOS dirigentes que deixaram o clube, ele citou o ex-diretor de futebol Odair D’arc Borges, cuja saída foi noticiada aqui ao final da Taça Minas Gerais após sua discordância em ser remanejado para a supervisão/futebol.

A VENETA FALOU com Odair, ex-zagueiro do Penafiel e que foi contemporâneo de Alexandre, ex-Vitória de Guimarães e Acadêmica de Coimbra, no futebol português em 2004 e 2006. “Antes mesmo da apresentação dele, eu já havia deixado o Funorte, mas sabia que o Alexandre queria vir pela oportunidade de aparecer no futebol mineiro. Uma pena que a coisa tenha acontecido assim”, disse ao ser informado pela reportagem sobre o ocorrido.

O OUTRO NOME CITADO por Deyvison surpreende, pois até então o comando do Funorte não havia feito qualquer citação oficial: Cristiano Dias Júnior. Desde a fundação do FEC, ele respondia pelo comando executivo/financeiro, sendo o principal nome do Funorte em qualquer decisão, a começar pelas contratações, rescisões, reuniões na Federação Mineira de Futebol, dentre outras ações.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: