Começa hoje o maior dos desafios do BMG/Montes Claros

RENOVADO, time estreia na Superliga Nacional sonhando em reeditar os grandes públicos e o poderio que o fez chegar à final passada

A AGITAÇÃO
da maior competição continental entre clubes de vôlei começa hoje para o BMG/Montes Claros. Atual vice-campeão brasileiro, o time do Norte de Minas terá a honra de ser o protagonista da partida de abertura da edição 2010/2011 da Superliga Nacional, hoje, às 19h30, contra o Santo André/Spread, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves. O local ficou bastante conhecido na temporada anterior por ser o de maior média de público em toda a disputa. Por isso, a aposta da comissão técnica, diretoria e dos jogadores é de apoio maciço neste sábado.

OS INGRESSOS custam R$ 6 (inteira) e R$3 (meia), com venda antecipada nas lojas Visual e na bilheteria do próprio Ginásio. Na Superliga 2009/2010, o Montes Claros teve uma média de 5,8 mil pessoas por jogo, conforme relatórios oficiais da Confederação Brasileira de Voleiol (CBV). Foram 19 jogos como mandante e 106 mil pessoas no total. Embora o adversário esteja longe de ser um dos favoritos ao título do Brasil, a previsão é de casa cheia pela identidade que a cidade tem com esta competição.

DA EQUIPE que foi à final anterior, apenas três nomes continuaram no grupo montes-clarense: o levantador Rodriguinho, o meia de rede Thiago Salsa e o oposto Breno. A renovação de mais de 80% foi proposital, como forma de dar mais competitividade ao clube, com pelo menos duas opções de titularidade para cada posição. Chegaram nomes como Alberto, Giovanni Chagas, Bruno Zanuto, Alemão, Everaldo, Fábio Paes, Denisson, Leandrão, Mannius, Rodrigo Ribeiro e Matheuzão, além da seleção de três atletas ainda em idade de juvenis para compor o elenco: Gabriel, Bruno Fonseca e Alan.

E CURIOSAMENTE muitos dos jogadores contratados tiveram a torcida como adversária na temporada anterior e, agora, confessam que o apoio das arquibancadas foi um dos critérios que tiveram na transferência para o Norte de Minas. “Esse tipo de apoio tem muito a ver com o meu estilo de jogo”, comentou o ponteiro Bruno Zanuto, novo camisa 11 e que veio do Sada/Cruzeiro. Então considerado provocador por ter vestido a camisa de um rival, hoje o jogador é tratado como vibrante e já é apontado como um dos líderes em quadra. “Amanhã (hoje), esperamos um caldeirão cheio. Boa sorte a nós todos nesta Superliga”, disse o atleta, via twitter.

ANTES DE começar a Superliga, o Montes Claros é visto como um dos favoritos ao título não somente pela boa campanha anterior, mas pela qualidade do grupo, ao lado dos outros dois principais concorrentes mineiros e do quarteto paulista Sesi, Pinheiros, Vôlei Futuro e Campinas, além do Cimed, que é o atual campeão.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: