Maratona do vôlei; MOC no esporte da OAB; mais um sul-americano

PUXADO

EM BUSCA DO melhor condicionamento físico, a maratona de treinos diários do time de vôlei de Montes Claros tem sido intensa – para não dizer pesada.
MUSCULAÇÃO NA FW 13 Academia, treino com bola no Ginásio Poliesportivo e trabalho na areia, no CT Palimontes. Mas não necessariamente nesta ordem, já que há rodízios na programação ao longo da semana.
NO ENTANTO, HÁ um tempo para menor esforço. Na quarta-feira, por exemplo, pela manhã, o grupo inteiro fez o trabalho da areia e depois foi para a piscina semiolímpica do Max Min.
NA ÁGUA, acontece um trabalho de relaxamento, como forma de liberar a musculatura. E depois, como combinado, folga geral no período da tarde. Tem sido assim todas as quartas.

RODÍZIO

JÁ NOS OUTROS dois dias da semana (quinta e sexta-feira), trabalho em rodízio. Os jogadores foram divididos em dois grupos. O primeiro, com Mannius, Fábio Paes, Giovanni, Alberto Pedra, Rodrigo, Breno e Matheuzão, O outro, com o capitão Rodriguinho, Bruno Zanuto, Tiago Salsa, Denison, Alemão e Leandrão.

UM A MENOS

PROTAGONISTA DE dois WxOs, o Vila Altinense, único time de fora da cidade (é de Juramento) foi eliminado do Campeonato Amador de Montes Claros, além de ser multado em R$ 100,00. A decisão foi da Comissão Disciplinar. A reincidência deixou a critério da Liga de Futebol uma punição ainda maior, que pode implicar na suspensão do clube das competições locais – de qualquer categoria – por um ou dois anos. Mas isso ainda não foi discutido.

MEXE TABELA

MAS A DECISÃO não se resume à saída do Vila e ponto final. Há um verdadeiro efeito dominó se analisar os resultados do time até a 10ª rodada, quando ainda ia ao campo. Quem perdeu ou empatou terá direito a somar os três pontos. Assim, dois times que estavam de fora da zona de classificação para as quartas-de-final antes da decisão estão, temporariamente, no chamado G-8.

REBOLATION

REBOLATION, CHORÃO e Parangolé são os inusitados nomes das trilhas definidas para o Enduro Ressaca dos Montes, realizado ontem à tarde, como prova válida pela segunda etapa do circuito regional. A previsão é de reunir até 40 pilotos pelos 107 KMs nas categorias júnior e sênior. O batismo “ressaca” deve-se ao uso de trilhas que fizeram parte do percurso do Enduro dos Montes, que aconteceu no início do mês pelo Campeonato Mineiro.

ESPORTES NA OAB/MG

PELADEIRO NO futsal de veteranos das quartas-feiras, no ginásio da AABB, advogado Rogério Silva Guerra, o Rogerinho, é o representante de Montes Claros na comissão de esportes e lazer da OAB/MG. Convidado pelo presidente da Ordem em Minas, Luís Cláudio Chaves, assumiu a vice-presidência da referida comissão no início desse mês e já tem como primeiro desafio a organização dos Jogos Mineiros entre as subseções, que acontece anualmente no SESC de Venda Nova, em Belo Horizonte.


INCENTIVO A MAIS

A VAGA NA ÚLTIMA hora, após a desistência de um titular por contusão e a convocação para a seleção brasileira pelo ranking, parece que foi incentivo a mais para o carateca montes-clarense Marquinhos dos Santos na conquista de mais um título internacional. Pela sétima vez, ele voltou para casa com o ouro no Campeonato Sul-americano. A disputa aconteceu no final de semana anterior, em Maiquetía, no interior da Venezuela.

DOIS

NA VERDADE, FORAM dois títulos: na categoria Absoluto e por equipe, já que na somatória de medalhas o Brasil ficou com o primeiro lugar geral. A conquista individual, segundo ele, foi a mais trabalhosa, pois é disputada sem divisão por pesos. "Quando o atleta é titular, ele é inscrito na categoria compatível ao seu peso, no meu caso a Meio Médio. Mas como estava como reserva e fui convocado em cima da hora, tive que encarar a Absoluto", disse o atleta, vinculado ao Funorte e com o apoio da Oficina do Corpo Academia e Pré-Vestibular Sólido.

MAIS CONDICIONAMENTO

AINDA CONFORME Marquinhos, isso exige muito do condicionamento físico. "Todos os adversários eram mais altos e mais pesados, além de serem atletas mais completos", explicou o carateca, em visita à redação do JN, nessa quarta-feira à noite. Para ser campeão absoluto, ele fez cinco lutas e na final derrotou um peruano. Coincidências à parte, foi desse mesmo país o adversário da final de sua última conquista sul-americana, em 2007. Na contabilidade do atleta, já são cerca de 15 conquistas internacionais, entre títulos Sul-americanos e Pans, além de medalhas de prata e bronze.

INTERIOR

ANTES DA BOA experiência na Venezuela, Marquinhos disputou os 74º Jogos Abertos do Interior de São Paulo pela cidade de Ribeirão Preto e foi campeão na primeira regional, em Sertãozinho. Mais uma vez, dois títulos: por categoria (meio médio – até 67 quilos) e por equipe (que teve cinco titulares). Com o rendimento, está classificado para as finais, marcadas para novembro, em Santos.

PREPARAÇÃO

ALÉM DO COMPROMISSO no estado de São Paulo, Marquinhos tem na agenda duas disputas oficiais: Seletiva de Minas Gerais para o Campeonato Brasileiro e a XIII Copa Cidade de Sete Lagoas, uma das mais tradicionais competições do Estado. Neste ano, terá como grande atrativo uma premiação especial em dinheiro. "Acredito que, por isso, o interesse será de atletas de todo País", finalizou.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

1 comentários:

Anônimo disse...

Em relação ao volei o Montes Claros vai participar do sul americano de clubes?