"Funorte e o vôlei no caminho certo"

Por que você não investe no esporte local?
HÉLIO – “Primeiro, futebol tem que acontecer de baixo para cima, investindo nas categorias de base como pude ver aqui no XV de Março, de Janaúba, mas, principalmente, o dono tem que estar perto, acompanhando os mínimos detalhes. Acho que, por enquanto, esse não é o momento”.

E o Funorte?
HÉLIO –
“É um projeto que merece parabéns, pela tentativa de fazer com que a cidade de Montes Claros volte para a primeira divisão do futebol mineiro, mas, ao mesmo tempo, um pequeno conselho de quem tem experiência no esporte. Não se esqueçam de criar a estrutura para que, quando acontecer esse acesso, não volte mais lá para baixo”.

Mesmo longe, chegou a acompanhar o time de vôlei, vice-campeão brasileiro?
HÉLIO –
“Foi uma belíssima iniciativa; um verdadeiro gol. Falar em vôlei no Norte de Minas, a recordação era somente de trinta anos atrás, quando a equipe de Montes Claros era forte na região e no Estado. Agora, esse projeto vai fortalecer toda a região, que ainda não tem a cultura do esporte olímpico. Daqui a pouco vamos ganhar muito mais com isso. Acredito, também, que não tenha sido nada passageiro, como são as chuvas aqui no Norte de Minas, e haja investimentos nas escolinhas”. (Fotos: Arthur Leite)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: