Funorte chiou e a homologação caiu; só depois do STJD

ERA ASSIM...

A FEDERAÇÃO MINEIRA
de Futebol (FMF) anunciou, ao final da noite dessa segunda-feira, a homologação do resultado do Campeonato do Módulo II, declarando o Guarani como campeão e o Mamoré como vice-campeão. Até então, pela entidade, os dois clubes estavam confirmados nas vagas de acesso à elite do ano que vem.

MAS CAIU

MAS AGORA HÁ
pouco, por informação do companheiro Rubem Ribeiro (Momento Esportivo – Canal 20), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), ‘aconselhou’ a FMF a suspender a homologação enquanto não acontecer o julgamento do recurso da Procuradoria da própria Federação no STJD da CBF, que denuncia o Mamoré pelo uso irregular do jogador Vitinho em dois jogos ainda da Segunda Fase do Módulo II.

AGRADOU

A MEDIDA AGRADOU
ao comando do Funorte, que, ainda na sexta-feira, segundo o diretor executivo/financeiro, Cristiano Dias Júnior, já havia solicitado à entidade para não publicar o resultado final do campeonato até a apreciação do recurso. O clube de Montes Claros ainda tem a esperança de que o time de Patos de Minas seja punido pela irregularidade do atleta e perca sete pontos em relação aos jogos que ele foi utilizado (1x2 Tombense e 2x2 Funorte).


AINDA PUBLICADA

A HOMOLOGAÇÃO
ainda está publicada no site
www.fmfnet.com.br, mas a informação do secretário geral da presidência da FMF, Rodrigo Diniz, é de que, nas próximas horas, será divulgada uma errata. A segunda partida da final aconteceu na manhã de domingo, em Divinópolis, e o Guarani venceu por três a zero. No primeiro, em Patos de Minas, havia perdido por dois a um.

E AS TAÇAS?

ANTES MESMO DE
homologar os resultados, a FMF entregou as medalhas e as taças aos times campeões e vice-campeões do Módulo II. O Mamoré, parte envolvida na denúncia do caso Vitinho, inclusive, posou com seu troféu na cerimônia do estádio Waldemar Teixeira de Faria, domingo pela manhã, em Divinópolis. O recurso no STJD deve ser analisado daqui a dez dias.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

2 comentários:

aroldo disse...

Acho que o nosso futebol esta virando bagunçã. Futebol se ganha em campo e não no Tapetão.A equipe do Funorte teve plenas condiçoes de consegui o acesso à primeira divisão jogando,e só não conseguiu por incompetencia.

Anônimo disse...

Ganhar no tapetão isso é coisa do Funorte mesmo. Comandado por quem? RM. Não podemos esperar mais do que isso.