Funorte contra a gripe e o Itaúna

'TÁ DANADO'

UM SURTO DE
gripe ainda ameaça a escalação do time do Funorte para o jogo de amanhã, às 16 horas, no estádio José Flávio, em Itaúna, contra o Esporte Clube Itaúna, pela 5ª e penúltima rodada da segunda fase do Módulo II (Chave C). Os zagueiros Alex (foto ao lado) e Eddiê, além do meia Andrezinho, todos titulares, tiveram que ser poupados em alguns dos treinos da semana por causa do forte resfriado e viajaram na manhã desta sexta-feira como dúvidas, mesmo cumprindo rigorosamente o tratamento médico.

AFASTADO

A DELEGAÇÃO
pegou estrada às 6h30, saindo do CT Aymorés, no Distrito Industrial e ficará hospedada em Itaúna mesmo, apesar de a cidade ser bem próxima a Belo Horizonte. Mas o hotel será afastado da área central como forma de evitar qualquer tipo de provocação da torcida. A chegada está prevista para o meio da tarde, já que a BR-135 está com alguns pontos de parada por causa da reconstrução de pontes.

RANCHARIA FORA


BAIXA CONFIRMADA é o zagueiro Rancharia, que torceu o tornozelo no coletivo da manhã de ontem e foi cortado da relação dos 18 jogadores.

ATAQUE COMPLETO

MAS NEM
toda notícia do Tricolor é desanimadora. Os atacantes Berg (foto à esquerda), que se envolveu em uma briga no empate com o Mamoré, e Tiago Pitbull, expulso na primeira rodada contra o Tombense, foram absolvidos no júri dessa terça-feira, no TJD da Federação Mineira de Futebol (FMF). São grandes as chances de a dupla começar jogando, possivelmente ao lado de Ualisson Picachu.

CONTAS

EM SEGUNDO
lugar da Chave C, com cinco pontos, e ainda dependendo de tropeços ou mesmo punição ao líder Mamoré (7), o Formigão tem que vencer a qualquer custo e, por isso, é bem provável que o time tenha três homens de frente neste sábado. Caso vença em Itaúna, o resultado mais interessante ao Tricolor na outra partida da chave seria o empate entre Tombense e Sapo, em Tombos.

CASO VITINHO

A PARTIR DE
uma vitória em Itaúna sem depender de outro placar, o FEC aposta que pode voltar a ser líder da Chave C com a punição ao Mamoré, acusado de escalar o meia Vitinho, sem contrato, em dois jogos da segunda fase. O julgamento vai acontecer na segunda-feira e o Sapo poderá perder até sete pontos.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: