Funorte: apenas empate; chance na matemática; chance no tapetão


UM SIM, OUTRO NÃO

O placar que o time precisava no outro jogo aconteceu, com o empate entre Tombense e Mamoré (1x1), mas na sua própria partida o resultado não foi tão favorável e o Funorte, por enquanto*, não depende mais de suas forças para ser o líder da Chave C e subir para a elite do futebol mineiro de 2011. (foto: Vinnícius Silva)


APENAS EMPATE

Agora à tarde, o Formigão apenas empatou fora de casa com o Itaúna, em dois a dois (gols de Marcelino e Andrade), em confronto válido pela penúltima rodada (5ª) da segunda fase. É bem verdade que o time se manteve invicto como visitante na competição (4 vitórias e 4 empates), mas cabe um lamento porque a vitória seria a única forma de passar o Mamoré e reassumir a ponta.

SEGUNDO, AINDA

O ponto em Itaúna apenas fez com que o FEC permanecesse
em segundo lugar da Chave C no Campeonato Mineiro do Módulo II, agora com seis pontos (saldo de um gol). O Mamoré tem oito. Itaúna com seis (sem saldo) e Tombense com cinco pontos completam a classificação da Chave C, na qual apenas o primeiro colocado, ao final de seis rodadas, logrará a vaga de acesso à 1ª Divisão de Minas Gerais no ano que vem.

COMBINAÇÃO

Resta apenas uma rodada e para ser o primeiro, o Funorte dependeria de uma vitória sobre o Tombense, em casa, na rodada final (sábado que vem), e, ainda, do empate entre Mamoré e Itaúna. Vitória do Itaúna também seria interessante, mas desde que seja pela vantagem mínima.

NO ENTANTO

*É bem verdade que há outro meio do FEC ser o dono da ponta da tabela: o tapetão - como são chamados os tribunais no futebol. O Mamoré será julgado nesta segunda-feira, em reunião extraordinária do TJD da Federação Mineira, sob a suspeita de ter escalado o meia Vitinho sem contrato em vigor (explicação: a vigência teria terminado no dia 11 de abril e ele jogou duas vezes depois dessa data; uma delas contra o próprio Funorte).

MENOS SETE

Caso seja procedente a denúncia, que tem como argumento maior a publicação da data citada no BID (documento da CBF que atesta o início e o término de contratos,portanto, a legalidade do atleta para atuar), o Sapo perderá sete pontos e, assim, deixaria a primeira colocação no colo do Funorte.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

2 comentários:

Anônimo disse...

Está na hora de convocar o uniforme colorado novamente!

Wellington Costa disse...

Posso estar enganado em relação a Fábio Paes (ex-líbero do SESI-SP), quanto a sua qualidade. Mesmo porque, por mais que me esforce não consigo me lembrar dele atuando. Acho que a pergunta que fica no ar é: Porque não o Jair do Fátima/UCS? Já que mostrou se um excelente líbero, não só pela qualidade, mas pela vibração e doação que demonstra dentro de quadra. Sem contar que ele é de Montes Claros e já demonstrou interesse em atuar pelo time da sua cidade. Abre olho Victor... Traz o rapaz e coloca esse Fábio Paes na reserva.