Ingressos esgotados, Lorena joga, Funorte com a Finta e em Brumadinho e o caso Tri

ESGOTADOS

DUAS E MEIA DA TARDE
. Em pouco mais de 24 horas, a torcida esgotou a carga de 8 mil ingressos para o jogo do Montes Claros contra o Brasil Vôlei Clube. Nem nas lojas da Palimontes, única autorizada a vendê-los, e nem na bilheteria do Poliesportivo. Até mesmo a carga de cortesias dos patrocinadores foi reduzida. Correria pelos quatro cantos. Mas soubemos, ainda, que os cambistas estão deitando e rolando. O preço foi reduzido de R$ 10 para R$ 6. Compravam até cinco por vez para na porta do ginásio faturar.

MÁQUINA INTEIRA

JOMAR ALMEIDA
, nosso amigo fisioterapeuta do Bonsucesso/Montes Claros, avisa: Lorena está inteiro para o jogo de logo mais que vale a vaga na semifinal da Superliga Nacional de Vôlei. As compressas de gelo comentadas na reportagem da TV, hoje mais cedo, são rotina do oposto ao final de cada treino. Como ele mesmo disse, “cuidando da máquina”. Na foto ao lado, os dois em ritmo de trabalho, antes mesmo da Superliga e durante a Copa Província de Buenos Aires/Argentina (De Veneta)

ISENÇÃO

FUNDAÇÃO QUE DÁ
nome do time de vôlei, a Funadem está fazendo uma promoção para os torcedores. Há pelo menos duas semanas, logo na entrada do ginásio poliesportivo, a pessoa recebe um panfleto sobre o vestibular de meio de ano do Iseib, instituto de seu vínculo. O papel que tem os próprios jogadores do Montes Claros como garotos-propaganda vale a isenção da taxa de inscrição.

PATROCINADOR

A CRÓMIC, AQUELA
empresa que desenvolveu com a UFMG um tênis próprio para caminhadas, é a nova patrocinadora do Funorte. Vai estampar sua logomarca nas costas, abaixo dos números, além de fornecer calçados para os jogadores e comissão técnica, em especial nas concentrações.

FUNORTE NA TAÇA BH

UMA PARCERIA COM
a prefeitura daquela cidade e o Brumadinho Futebol Clube está permitindo ao Funorte “matar dois coelhos em uma cajadada só”. Manter seus jogadores em atividade e evidência e realizar o sonho de disputar uma das mais importantes competições de base do país.
O CLUBE montes-clarense vai ceder todo o seu elenco júnior e a comissão técnica em troca das vagas na Copa Integração e na tão alvejada Taça BH de Futebol.
A DELEGAÇÃO, inclusive, já viajou na segunda-feira para aquela cidade, a 49 quilômetros de BH e na região metropolitana. Herivelto Martins é o técnico e terá parte de sua comissão técnica.
O FUNORTE terá, em contrapartida, garantia de alojamento, transporte e campos de treinamentos. O clube de Montes Claros vai assumir, ainda, parte da alimentação.
NA CHAVE DA Taça BH, que começa no dia 22 de maio, o Grêmio/RS é adversário certo do Formigão/Brumadinho. E na Integração, aperitivo para a BH, o time joga neste sábado contra o Cruzeiro, pela segunda rodada. Na estreia, antes da parceria, perdeu para o Atlético por três a um.
VENDA NOVA, AMÉRICA e Villa Nova são os demais participantes da Copa Integração.

SAI DITTZ, ENTRA FINTA

POR PROBLEMAS
de logística, principalmente quanto à deficiência no fornecimento de seus uniformes de jogo, treino e até mesmo para venda, o Funorte está rompendo com a Dittz.
HÁ DUAS propostas em estudo, sendo uma delas a da Umbro, que vem procurando o time desde o ano passado.
MAS ESTÁ PINTANDO, mesmo, é um acordo com a Finta, a mesma fornecedora do time de vôlei da cidade.
A EMPRESA, que tem sede em Araxá, já teria, inclusive, apresentado três modelos de camisa à diretoria tricolor, predominando o azul, branco e vermelho, sendo os dois últimos aprovados.
A CAMISA rubra tem a preferência da diretoria para ser tornar o uniforme número 1.

SEM PONTOS

CLASSIFICADO
em segundo lugar na Chave A depois de ter vencido o Funorte em Montes Claros por um a zero, o Tricordiano parece ter culpa no cartório no episódio que ameaça a retirada de quatro de seus pontos da primeira fase. E, consequentemente, sua saída da zona de classificação para a segunda fase do Módulo II, garantida com o segundo lugar da chave A – 15 pontos.

CULPA?

O CLUBE É
acusado de ter usado o meia Bruno de forma irregular no jogo de abertura contra o mesmo Funorte, em sua casa, dia seis de fevereiro. Chegou a ser punido, mas como recorreu teve os pontos de volta. O julgamento do recurso será esta noite e, confirmando o erro, dará a vaga para a URT, remanejando a classificação final e colocando o Mamoré com a segunda vaga.

SEM ARGUMENTOS

DOIS DOS
diretores tricordianos vieram à cidade acompanhar o jogo no sábado passado. Mas, deixando de lado o resultado em si, quis perguntar a eles sobre a defesa do recurso. Fingiram não saber do que se tratava a denúncia. Só afirmaram – e corretamente – sobre a data do julgamento.

SALÁRIO

SE ELES COMEMORARAM
a vitória, festa mesmo quem fez foi os jogadores. Havia a promessa de quitação de umm dos salários atrasados em caso de vitória, como nos confidenciaram dois jogadores.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

1 comentários:

Igor Tadeu disse...

Olá Cristiano,gostaria novamente de te agradecer pelos ingressos, pois só assim pude ver aquela emocionante partida. Foi a única possibilidade de vermos o jogo, pois nem cambistas tinham mais ingressos para vender. Obrigado de novo! Abraços.