Derrota em SC e queda no Minas; reforço Everton; Procópio em MOC, Erivelto, a foto do Mansur e as outras colunas

MELHOR FASE

PREVALECEU O
mando de quadra e a melhor fase do Cimed/Florianópolis, tricampeão brasileiro e que atualmente briga ponto a ponto contra o Sada/Cruzeiro pela liderança da Superliga Nacional de Vôlei.

SEGUE QUINTO

MESMO COM a mão certeira de Lorena, autor de 23 pontos (434 em toda a Superliga), sendo seis de saques diretos, o Montes Claros/Funadem/Bonsucesso perdeu por três sets a um (25/13, 25/21, 29/31 e 25/19), em duas horas e 17 minutos, na noite de ontem, no Ginásio Capoeirão, em Florianópolis. O jogo abriu a 11ª rodada do returno e levou os catarinenses para a primeira colocação (49), enquanto o Bonsucesso se manteve no quinto lugar, com 43.

SE O UCS GANHAR

TODOS OS
outros jogos serão realizados na quinta-feira (11) e somente um resultado tiraria o time montes-clarense desta posição. Uma vitória da Medquímica/UCS/São Paulo (42) sobre o Sada/Cruzeiro (47). Pesa a favor do time estrelado o seu mando de quadra, em Itabira, onde detém 100% de aproveitamento.


MARCÃO CAIU

O VIVO/MINAS acaba de anunciar a demissão do técnico Marcão, provocada pela irregularidade do time na campanha da Superliga. Segundo a diretoria, na nota oficial enviada à imprensa, o time precisa de uma sacudida para chegar aos play-offs pronto para brigar pelo título. No entanto, a receita é caseira para a substituição. Douglas Chiarotti, auxiliar técnico do próprio Marcos Miranda.

EVERTON

O FUNORTE
anunciou a contratação do meia ofensivo Everton, como foi dito aqui na Veneta de ontem. Ele estava no América de São José do Rio Preto, time da Série A-2 do Campeonato Paulista, e vem para brigar pela posição com Wellington Dias e Myron.

SÓ MEIA

EM RELAÇÃO
à primeira informação no blog, houve um equívoco já esclarecido junto ao seu time de origem. No atual elenco do América paulista há outro Everton, que atua como zagueiro e volante. E no primeiro comentário no blog houve essa confusão.

REGISTRO E TREINO

COMO ESTAVA
em atividade, é bem provável que Everton ganhe condições de jogo junto à FMF já para este sábado, quando o Formigão receberá a URT, na abertura do segundo turno (Chave A), do Campeonato Mineiro do Módulo II. Mas adiantou que, na parte física, precisaria de mais de uma semana de treinos para dar conta de jogar uma semana inteira.

PROCÓPIO EM MOC


DESTA VEZ será um norte-mineiro a personalidade nacional a ser homenageada na edição do Troféu Bola Cheia/Unimontes.
SERÁ PROCÓPIO Cardoso Neto (C), nascido em Salinas. Procopão para os amigos e fãs no esporte e Procopinho em sua terra, por carregar o mesmo nome do pai.
ELE VEM A Montes Claros na próxima segunda-feira. Será agraciado com o mérito esportivo nesta 8º edição do prêmio pelos cinquenta anos de carreira no futebol. Começou com dezesseis e agradou a gregos e troianos (leia-se celestes e alvinegros).
FOI NO CRUZEIRO que conseguiu ser referência entre os zagueiros de bom vigor no Brasil, mas, como técnico, a melhor fase foi no Atlético.
CITADO pela Veneta ainda em janeiro, o ex-zagueiro da era Telê Santana na Seleção Brasileira, Luizinho, seria nome certo na solenidade do Bola Cheia, mas por causa de compromissos pessoais, como os resquícios de sua curta passagem na presidência do Villa Nova. Terá de ficar em Nova Lima na mesma data de entrega do Troféu.

PC NO GANSO

BEM RECUPERADO DE
uma crise de hepatite C, o técnico Paulo César Alencar está assumindo o comando do Araxá nesta semana. Será nada menos que o terceiro treinador do Ganso na disputa do Módulo II do Campeonato Mineiro – e olha que somente agora aconteceu a virada de turno. De estalo, teve a carta branca da diretoria para indicar seis reforços. Ao que parece, vale tudo para tirar o Araxá Esporte da lanterna da Chave A, o que caracterizaria o rebaixamento se a primeira fase terminasse hoje.

PLACA EM PATOS

NO MÍNIMO CURIOSO
o comportamento da diretoria da URT antes do jogo contra o Funorte, anteontem, em Patos de Minas. Os azuis entregaram uma placa ao gerente de futebol tricolor, Jeibson Moura, como símbolo das boas vindas ao estádio Zama Maciel. E, segundo a imprensa de lá, o comportamento é comum, seja qual for a competição que o clube esteja. Só que, em campo, o Funorte nem de perto foi bonzinho e venceu por dois a zero.

SEM PRÊMIO

ALÉM DA CORDIALIDADE
da União Recreativa dos Trabalhadores, outra coisa que chamou a atenção no jogo de domingo, em Patos, foi o apoio direto dos empresários aos atletas (ou pelo menos a tentativa deles de ajudarem os azuis). Cada gol marcado pela URT renderia R$ 50,00 ao artilheiro. O mesmo valor seria repassado, ainda, ao melhor em campo. Pena que a 'promoção' só valeu para o time de lá.

GRANDE ESTILO

UALISSON PICACHU
, mesmo que não tenha ficado com o prêmio, foi eleito o melhor no Zama Maciel. Fez as funções de meia e de atacante e se deu bem, mostrando versatilidade que o time vai precisar se insistirem os problemas de contusão e suspensão. A atuação não deixa de ser uma volta por cima. Foi emprestado ao Serrano do Paraná acreditando na projeção por lá e num acordo com algum dos grandes dali, mas, segundo ele, nem ao menos teve seu contrato registrado pelo clube. Optou por voltar.

DO CAMPO À PONTE


FOTÓGRAFO de mão cheia bem antes de se aventurar à beira do campo na época que o Pirapora Futebol Clube era adepto ao profissionalismo, Aparício Mansur é o representante do Norte de Minas na fase final do concurso Paisagens de Minas. A promoção é do jornal Estado de Minas e da TV Alterosa. Dos mais de 920 inscritos, há apenas cinco finalistas. O voto na imagem do crepúsculo ao fundo da épica ponte férrea Marechal Hermes, em sua terra, pode ser feito pelo site
www.paisagensmineiras.com.br ou www.dzai.com.br/pm.

ATUALIZANDO O CDB

ACOMPANHAMOS
, na quinta-feira passada, junto com a comitiva de jornalistas da cidade, o lançamento prévio do concurso “Comida di Buteco” – Ano IV – em Montes Claros. Ciceroneado por Rodrigo de Paula e Felipe Pereira, da comissão organizadora, o grupo pôde apreciar os pratos de três dos 15 bares concorrentes no concurso. A matéria alusiva ao CBD que foi publicada na edição de sábado, no JORNAL DE NOTÍCIAS, reproduziremos (e atualizaremos) aqui no blog da veneta nesta quarta-feira.

‘RÁDIO-ESCUTA’

O JOGO DE ONTEM
do Montes Claros/Funadem (agora oficialmente Bonsucesso) contra o Cimed/Florianópolis teve TV e tudo mais, mas nas outras vezes que o time jogo fora e sem transmissão ao vivo na tela, algumas das esposas e namoradas dos jogadores resolveram se reunir na mesma casa, ao redor do rádio, para acompanhar o ponto-a-ponto.

GOLFE EM MOC?

VOCÊ SABIA
que Montes Claros já teve seu campo de golfe? O esporte considerado um dos mais elitistas do mundo já foi moda por aqui nos anos setenta, Para ser bem exato em 1975, quando a extinta Transit tinha sua grande casa de passagem para diretores e funcionários. No local, hoje, funciona o hotel Recanto dos Pássaros, no bairro Amazonas.

TEMPO PARA PE(N)SAR

AFONSO CONTADOR
, como é conhecido desde os primeiros anos de profissão, não dá sinais de plena satisfação na função de vice-presidente da Liga Montes-clarense de Futebol. Mesmo há pouco mais de dois meses no cargo, já teria dado sinais de uma eventual saída. Com a experiência de organizador do Campeonato do Floresta, há dez anos, acredita que pode trabalhar mais diretamente junto à diretoria técnica da entidade; ou pelo menos ser consultado.

MAIS DISCURSO

O FUNORTE
vai ter que gastar mais saliva para convencer a FMF e o coordenador, Chafit Felipe, a entrar na Taça BH Júnior de maio próximo.
O CLUBE acha que seria um convidado natural pela terceira melhor campanha dos juniores há dois anos seguidos, inclusive para uma sede mais próxima do Norte de Minas – Curvelo a mais apropriada.
MAS POR lá na Capital, a ideia é outra. O Funorte, justamente por essa projeção devia é tratar de dar conta de sua sede própria, mesmo que o custo para receber uma chave seja superior a R$ 100 mil.
CHEGARAM a sugerir a divisão de jogos: metade em Montes Claros e a outra em Bocaiuva, como Chave do Norte de Minas, claro, com direito a pelo menos dois grandes clubes do futebol brasileiro por aqui.
A ATUAL RESTRIÇÃO financeira e o curto prazo para levantar esse montante em menos de dois meses pesam contra o FEC, que insiste em ir para Curvelo ou mesmo à própria Belo Horizonte para jogar a taça.
O INTERLOCUTOR do clube nesse assunto tem sido o secretário geral da FMF, Rodrigo Diniz.

RISCO DE PENA

NESTA SEMANA
, José Maria Pena deverá ser julgado pela expulsão contra o Poços de Caldas. O árbitro o fez sair do banco de reservas por causa de reclamações contra a marcação de faltas, que estaria sendo invertida. Citado na súmula e possivelmente no relatório, corre o risco de pegar alguns dias de suspensão como é de praxe nesses casos. No entanto, o apitador Marcus Vinícius Sá dos Santos faz um comentário que pode amenizar a situação do comandante tricolor: "depois da expulsão, o supracitado deixou o campo sem novas reclamações".

UNIVERSITÁRIAS

AS OLIMPIADAS
internas da Unimontes estão voltando em grande estilo, depois de quase dez anos suspensas, com a realização do Uni-Jogos. A previsão é de reunir até 1,2 mil alunos/atletas de todas as sedes. Na primeira fase, haverá uma eliminatória nos respectivos campus e, na final, os ganhadores de cada sede fazem a final geral aqui na cidade. Sobre o campus de Montes Claros, por ser o maior, haverá uma particularidade: eliminatórias primeiro dentro dos centros de ensino e depois a final entre os campeões.

PALPITE RADICAL

PIONEIRA
em Montes Claros, a pista de skate da praça Wanderley Fagundes, ali na parte central do bairro Todos os Santos, vai passar por uma reforma.
E O MAIS INTERESSANTE é que os engenheiros vão 'apenas' assinar a obra, já que o projeto será idealizado pelos próprios praticantes.
QUEREM QUE O espaço seja mais dinâmico, ou seja, com desafios mais comuns à prática do "street", como é chamado o estilo de rua.
E ASSIM, deixam de lado as aventuras como em arquibancadas de ginásios, corrimão de escada, rampas de garagens ou, até memso, cavaletes de construções que ficam espalhados nos prédios da cidade.

QUÓRUM BAIXO

A CHUVA
da terça-feira, primeiro dia de março, dia foi a explicação dada pela Liga pelo baixo quórum da assembleia de clubes, que definiria, de uma vez por todas, o número de equipes, o regulamento e a tabela do Campeonato Amador 2010. Apenas cinco representantes dos dezesseis clubes previstos para a competição compareceram na sede da entidade, que ainda sofre com a falta de asfalto à sua porta. Aliás, esse número já caiu por terra, com a desistência já anunciada pelos dirigentes do Nasa alegando motivos internos e de força maior. O Cassimiro, por sua vez, não perdeu tempo com o novo prazo e acertou-se na disputa. Hoje, também à noite, acontecerá mais um encontro com o mesmo objetivo.

FOGUETES

PERITO
em assuntos relacionados ao futebol de Patos de Minas pela passagem nos clubes de lá, o técnico José Maria Pena já previa, antes mesmo de chegar para o jogo contra a URT, no domingo, que o Funorte chamaria a atenção da torcida adversária ainda no hotel.
OS AZULINOS da União Recreativa dos Trabalhadores têm o costume de recepcionar as delegações visitantes com o foguetório na porta do hotel, na madrugada anterior ao jogo.
A FÓRMULA É antiga, na tentativa de comprometer o sono dos jogadores ou mesmo intimidá-los para a pressão na hora da partida.
ISSO JÁ aconteceu com o Funorte neste Módulo II. Em Três Corações, as torcidas do Tricordiano passaram de sexta-feira para o sábado, dia do jogo, se revezando na porta do hotel com os foguetes.
A POLÍCIA chegava, eles se dispersavam, mas era só os militares saírem para tudo recomeçar.

CONFIRMADO

ERIVELTO MARTINS
foi mantido no comando do time júnior do Funorte. Não era para menos, afinal foi o terceiro melhor de Minas no ano passado e levou o time à sua primeira Copa São Paulo. As categorias de base iniciaram os trabalhos há duas semanas, com Altair Leal, o Cuíca, no time infantil, e Hílio Borges no juvenil. No entanto, apenas o júnior vai disputar as competições federadas em 2010. A "escolha de Sofia" é até justificável: custos.

COPA RIO

MAS SE O
juvenil está longe de brigar pelo título mineiro oficial, pela contenção de custos, vai, pelo menos, poder se projetar em uma outra competição de destaque. Entre 18 e 31 de julho vai encarar a então Copa Macaé, na qual foi vice-campeão no ano passado, atrás apenas da Seleção dos Estados Unidos. Em 2010, a disputa está sendo intitulada de Copa Rio de Janeiro e terá ampliado o número de clubes.

POIS É

A SEQUÊNCIA DE derrotas em São Paulo para o Pinheiros, Sesi e Brasil Vôlei Clube, aliada à queda na tabela de pontos fez com que o Montes Claros/Funadem registrasse na quinta-feira, contra o Volta Redonda, seu pior público em todos os 12 jogos realizados como mandante no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves.
"APENAS" 2.308 pessoas acompanharam a apertada vitória por três sets a dois, mesmo assim, foi o maior de toda a rodada. No sábado seguinte, outras 2,7 mil pessoas viram a fácil vitória sobre o Álvares/Cabral.
ANTES DESTES DOIS jogos, contra o Caxias, o time teve que ouvir os gritos de "raça" e "garra". Diante do Volta Redonda, conforme as imagens da InterTV, foi a vez da torcida deixar as arquibancadas antes mesmo do término do jogo. Estaria a "lua-de-mel" ameaçada ou apenas 'dando um tempo' para que o time reaja e retome um lugar entre os quatro primeiros colocados?
AO QUE PARECE, não seria nem uma coisa, nem outra. Coincidência ou mesmo a concorrência com outros eventos da cidade.
ATÉ PORQUE a promessa de quebra recorde de público está por vir no dia 19 deste mês, com Montes Claros e Cruzeiro no Poliesportivo Tancredo Neves.
IMPRENSA especializada dos grandes centros, assim como fez no primeiro turno em Itabira, na apelidou o duelo de o “Clássico das Torcidas”

BOM DEMAIS

DE PRIMEIRO
patrocinador, antes mesmo que qualquer competição, a patrocinador master. Assim está sendo o Banco Bonsucesso para o time do Montes Claros/Funadem.
NA SEMANA PASSADA, a diretoria confirmou a assinatura de um novo contrato com a empresa bancária, obviamente reforçando os valores do primeiro acordo.
A PARCERIA vai mais além do que o aumento no caixa: o nome oficial passa a ser Bonsucesso/Montes Claros, deixando a Funadem apenas para os bastidores.
OUTRA COISA: alteração também no uniforme oficial, que ganha a estrela dourada e solitária do banco na parte da frente. O azul e o branco das camisas 1 e 2, respectivamente, e o alaranjado do líbero, continuam como cores predominantes.
O VALOR do novo acordo, no entanto, segue como mistério, o que é de praxe não somente aqui, mas em praticamente todas as equipes da Superliga.
OS PRÓPRIOS patrocinadores pedem sigilo quanto à possibilidade de divulgação das cotas.
A NOVA camisa foi apresentada longe de casa, em Florianópolis, contra o Cimed/Malwee.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: