Funadem esbarra, ciclismo, posse adiada e dengue

O Montes Claros/Funadem não conseguiu aumentar o saldo de vitórias em sua investida em quadras paulistas. No último dos quatro jogos disputados em São Paulo, o time foi derrotado pelo Sky/Pinheiros por três sets a dois, quinta-feira à noite, no Ginásio Heitor Villaboin.

O oposto Lorena chegou a fazer 19 pontos, mas foi superado por Giba, que terminou como o maior pontuador do duelo (20). Agora, os jogadores curtem a folga do Carnaval, mas voltam aos treinos na terça-feira, cientes do compromisso contra o Fátima/Universidade de Caxias do Sul (UCS), dois dias depois, que marcará o reencontro com a torcida.

O revés diante do Sky pode ser considerado como um dos mais equilibrados jogos da Superliga Nacional. O Funadem venceu o primeiro set por 28/26, mas os paulistas devolveram o placar no segundo set. No terceiro, o time de Talmo fez 25/22, o que foi repetido pelo Sky no quarto set. E no tie-break, os paulistas ratificaram a recuperação: 18 a 16. Lorena, com 19, Deivid (17), Ezinho (14) e Acácio (13) foram os maiores pontuadores pelo lado montes-clarense.

Na Superliga, essa foi a terceira vez que a cena se repetiu: o time sendo superado de virada depois de fazer dois a um no placar. Contra o Sada/Cruzeiro e o Sesi/SP foi a mesma coisa. Na análise do líbero Tiago Brendle, "faltou um pouco mais de concentração", mas entende que os adversários também têm seus méritos.

Por sua vez, o técnico Talmo de Oliveira lembra que todos já estavam cientes dessa dificuldade, além do desgaste de uma sequência de quatro jogos complicados.

Menos mal que a derrota para o Sky não mexeu na posição do time. Segue na terceira colocação, agora com 32 pontos.

NA TV

UM DOS JOGOS
mais esperados pela torcida de Montes Claros vai acontecer no dia 18 de março, quando o Funadem receberá o Sada/Cruzeiro.
PREVISÃO DE casa cheia, não apenas pela boa campanha de ambos, mas pelo clima de rivalidade que ficou a partir do último confronto, quando os estrelados venceram por três sets a dois, de virada, em Itabira.
AO MESMO tempo, a preocupação com o comportamento do público, já que o Cruzeiro, independente de ser no futebol ou no vôlei, tem torcida organizada em Montes Claros.
PELA PRIMEIRA VEZ, a diretoria do Funadem estuda uma medida de isolamento, com a divisão nas arquibancadas do Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves.
O DUELO vai valer pela 13ª rodada do returno e tamanha é sua importância que a SporTV já confirmou a transmissão pelo sistema a cabo para todo o País. Será às 21 horas.

OTIMISMO

O CICLISMO aposta numa temporada mais prestigiada em relação ao ano passado, assim como no supercross. E a primeira impressão foi positiva, já que a prova de abertura, ainda em janeiro, reuniu vinte e dois competidores no "Circuito Estradeiro", entre a AABB e a linha férrea da Estrada da Produção.

PRÓXIMA

A PRÓXIMA
etapa do Norte-mineiro de Ciclismo está marcada para o dia 21 de fevereiro, em circuito de três quilômetros e duzentos metros ao final da avenida Sidney Chaves, próximo ao trevo da Nestlé.

VEIA ESPORTIVA

ALÉM DOS FÃS na cidade, o levantador e capitão Rodriguinho contou com o prestígio da família no último jogo em Montes Claros, contra o Ulbra.
O OUTRO atleta dos Leme, o sobrinho Felipe, de 10 anos, estava lá. Até ensaiou umas jogadas na quadra ao final da partida e revelou sua pretensão em ser oposto, mas deixou claro que sua praia mesmo é o futebol.
MEIA ESQUERDA, ele faz parte do time do técnico Nugget nas categorias de base da Ponte Preta.
MAS FEZ questão de lembrar que, além do tio, há outros familiares que militaram no esporte. "Minha avó foi treinadora e o meu avô árbitro de vôlei".

ADIADA

A POSSE
do Conselho Municipal do Esporte foi adiada. Aconteceria na última segunda-feira, mas a agitação por se tratar de véspera da visita do governador Aécio Neves a Montes Claros, forçou a mudança da solenidade para este dia 24. O horário foi mantido (16 horas), mas o local mudou: do auditório do SESC para o gabinete do prefeito. Serão empossados vinte conselheiros.

PELO AEDES

NEM CONTUSÃO
, suspensão ou veto por indisciplina. Foi mesmo o mosquito Aedes aegypti que tirou dos planos do Funorte a dupla Nenê e Amaral. Revelados pelas categorias de base do próprio clube, os volantes estão mesmo com Dengue e cumprem o ritual da recuperação: repouso e muito líquido.

CONTINUA

O CASAL
Nice e Jackson Rametta já adotaram a alcunha de 'paitrocinadores das motos'. Afinal, já perderam a conta de quantos eventos e pilotos patrocinaram desde a criação da MC Boutique, loja especializada em vestuários de pilotos, dez anos. Se alguém acha que chegou a hora de parar, tratam logo de desmentir. "Mesmo que for para ajudar só um tiquinho, a gente ajuda".
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: