Sem gringo, camisas, balanço da Superliga...

Nada de gringo

O Funorte tentou mesmo a contratação de um volante argentino para sua próxima temporada, mas desistiu de levar a negociação adiante no momento em que foi informado que o seu empresário é o mesmo da barca nordestina que esteve no clube na Taça Minas Gerais. Chiquinho, Clayton e Juninho apenas fizeram número no grupo tricolor – e olhe lá. Mesmo antes da eliminação no Independência, com o empate diante do misto quente do América, o trio já havia sido dispensado.

Mais troféus

O Trail Clube de Montes Claros fez ontem, no Free Chopp, sua confraternização de final de ano, com a entrega dos prêmios para os pilotos campeões da Copa Motosmar/Honda e Campeonato Norte-mineiro de Enduro. E para amanhã, quem está anunciando um evento do mesmo gênero é o Fáusio Silva, da Bicho do Mato Promoções. Vai premiar os melhores das Copa Veloterra, Rally e Enduro de Regularidade. Será no Quintal, às 20 horas.

Nono da Liga

O Montes Claros/Funadem reiniciou os treinos ontem na condição de 9º colocado geral da Superliga de Vôlei.
Está na semana do Brasil Vôlei Clube/São Bernardo, que receberá neste sábado, às 19 horas, no Poliesportivo, já apelidado pela imprensa de fora como "Tancredão".

É bem verdade que o time montes-clarense tem um jogo a menos em relação à maioria dos outros 16 clubes.
E com 71 pontos – 60 ataques, dois bloqueios e nove saques diretos –, o oposto Lorena é o segundo melhor da competição, atrás apenas do cubano Dariel, do quase lanterna Soya/Blumenau/Barão. Ele pontuou 77 vezes, embora o seu time tenha perdido os quatro jogos.

Campo sintético

A grande meta do MCTC para 2010 é a construção do seu campo de grama sintética, que permitiria o fim da manutenção com terras e adubos e, o mais importante: a volta dos centro de formação de base e um calendário de jogos o ano todo. A grande cartada seria justamente o projeto social das escolinhas para crianças carentes, como já funciona na Natação e no Futsal (via Correios). Esse é o fator de convencimento para o governo federal liberar recursos.

Bastidores

A eleição pela presidência da liga de futebol de Montes Claros, marcada para a segunda-feira que vem, promete ser equilibrada pelos bons laços de relacionamento das duas frentes.

O grupo de Carlos Augusto Leite/Edson Luiz (Carlão e Lula), que é apoiado pela atual gestão, aposta no currículo que o cabeça-de-chapa tem como homem forte do JIMI e do Campeonato Rural há mais de 15 anos, além de seu bom relacionamento no município há pelo menos quatro administrações.

Já Eliezer Moreira/Afonso Cordeiro (Liu e Afonso Contador) vêm de dois grandes redutos do futebol montes-clarense.

Liu é ex-presidente do Magalhães, do Grande Delfino, região que briga com o Santos Reis pela condição de o maior número de clubes amadores.

Afonso, por sua vez, é o idealizador do Campeonato do Floresta, que impressiona pela grande ascendência entre as principais competições de bairro de Montes Claros ao lado do Santos Reis e Major Prates.

Certificados

Como encerramento de sua gestão à frente da LMF, Diu Andrade anuncia um evento para esta quinta-feira, às 20 horas, em sua sede. Vai entregar um certificado a cada um dos clubes que foram campeões nas promoções coordenadas por ele. No mesmo dia, inaugura um painel de fotografias e documentos dos últimos quatro anos. Segundo Diu, a prestação de contas acontecerá tão logo seja encerrado o exercício de dezembro.

Ídolos em MOC

Quarteto com história no Atlético nos anos 70 e 80, Éder Aleixo, Paulo Isidoro, Miranda e Marcus Vinícius estiveram no Norte de Minas no final de semana. Como convidados de um amistosos festivo, jogaram em Januária no domingo e na volta para a Capital BH, uma passadinha por Montes Claros.

Chegam as camisas

Fornecedora de materiais esportivos para o Montes Claros/Funadem, a Finta deverá entregar o primeiro lote de camisas oficiais na terça-feira. A promessa da empresa, que tem sede em Araxá, era de atender o time em seu terceiro jogo em casa na Superliga, dia 19, contra o Brasil Vôlei Clube (antigo Santander). E entre a entrega do material e o jogo, haverá um coquetel de lançamento da indumentária, com a visita dos diretores da Finta: Leuton Bertolini (presidente) e Marco Rossa (administrativo).

Novo canal

Um projeto de sala de aula do curso de jornalismo – sétimo período – abre mais um espaço para o esporte local.
A publicação no formato tablóide é o “Giro Esportivo”, assinado pelos companheiros Girleno Alencar, Cida Santana e Luiz Ribeiro.

Na primeira edição, a matéria de destaque é sobre o ostracismo dos chamados clubes clássicos do futebol de Montes Claros – Cassimiro de Abreu e Ateneu – em relação às competições oficiais.
O caso do Broca é o mais grave porque parou por completo, enquanto o Mais Querido tem, ainda, o seu estádio.

O primeiro

Na quinta-feira, a FMF divulgou a tabela completa do Módulo II e o Funorte fará, literalmente, a abertura da competição, em seis de fevereiro, às 16 horas, contra o Tricordiano, na casa do adversário. No mesmo dia, haverá apenas mais uma partida (Mamoré x Araxá), mas uma hora depois do chute inicial em Três Corações. Os outros quatro confrontos serão no domingo seguinte.

Novato

O adversário da estréia tricolor é um dos novatos na competição, condição alcançada com a conquista da terceira e última de acesso da Segunda Divisão 2009. Subiu ao lado do Sapo Mamoré e da Tombense, uma filial do Atlético com nada menos que 18 jogadores emprestados por Kalil.

Também Galo

Muitos devem estar achando que o Tricordiano se trata de um novo clube, fundado há pouco tempo naquela cidade. Mas a sua assessoria explica de bate-pronto: é o remanescente do famoso Atlético de Três Corações. A mudança significativa aconteceu apenas no nome e no distintivo, que ganhou uma mascote estilizada. Qual? O Galo do Sul.

Casa cheia

Com a melhor média de público da Segunda Divisão – na festa que marcou o acesso, quatro mil pessoas assistiram a vitória de dois a zero sobre a Unitri/Araguari –, o Tricordiano tem no estádio Elias Arbex sua grande arma; a capacidade total é para cinco mil torcedores. Logo na estréia, o Formigão vai encarar uma casa lotada.

Depois o Sapo

Na sequência da tabela, a primeira partida em casa para o Funorte será no dia 13 de fevereiro, às 16 horas, contra o Mamoré. Udemberg Soares, ou simplesmente Berg, primeiro reforço do ataque pedido pelo técnico José Maria Pena – e contratado – será uma peça fundamental para este compromisso, já que até três semanas atrás estava no Sapo de Patos de Minas. Serviço de informante, claro.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: