Mais nada na Taça Minas: Funorte eliminado

Futebol profissional para a torcida de Montes Claros somente em 2010. O Funorte apenas empatou com o América em 1 a 1 no jogo de encerramento da 1ª fase (Chave A), nessa quarta-feira, em Belo Horizonte, e acabou eliminado da briga pelo título da Taça Minas Gerais e pela quarta vaga mineira na Copa do Brasil/2010.

Yan Roger, que está nos planos do clube para o ano que vem, marcou para o Coelho aos 18’ minutos, e Andrezinho empatou na etapa final, de pênalti.

O resultado de igualdade resolveria a vida do Formigão se o Tupi não tivesse vencido o Valério por um a zero, no outro jogo da rodada, gol de Felipe Canavan aos 36' do segundo tempo. O FEC ficou de fora do G-2 e ‘morreu na praia’ com 11 pontos, um a menos que o Villa Nova e dois atrás do time de Juiz de Fora, que acabou saltando da terceira para a primeira colocação. Agora, o Galo da Zona da Mata vai disputar as semifinais da Taça contra o Uberaba, a partir deste final de semana, enquanto o Villa, dono da segunda vaga, enfrentará o Uberlândia.

TIRO NO PRÓPRIO PÉ

Encontrar motivos da eliminação do Funorte não é uma missão difícil. O time comprometeu a sua campanha com o fraco desempenho em casa, onde venceu apenas dois dos quatro jogos. Uma vitória a mais, ao invés dos empates com América (2x2) e Tupi (0x0), teria deixado o time classificado – e na primeira posição – com uma rodada de antecedência, sem a necessidade de chegar pressionado para jogar contra o eliminado América.

Outro peso considerável na campanha irregular foi a má sorte nas contratações de jogadores fora de forma - como o meia Clayton e o atacante Jadilson - e a falta de padrão de jogo. Com problemas de contusões e suspensões, o técnico Maurélio Miranda não pôde manter um time-base e, pior: sempre apelando para as improvisações – mais comuns na lateral-esquerda e no meio de campo.

A promessa é de um time forte

Por enquanto, uma das poucas pistas que a diretoria dá sobre o futuro do Funorte é a promessa de um time competitivo para o primeiro semestre de 2010, quando voltará para a disputa do Módulo II do Campeonato Mineiro. “Agora vamos trabalhar para ganhar o Módulo II”, era a frase que o diretor executivo/financeiro do clube, Cristiano Dias Júnior, exibia em seu canal eletrônico MSN nessa tarde.

No entanto, o dirigente sabe que para seu discurso vingar vai ter que trabalhar desde agora. No início deste ano, um dos maiores empecilhos do FEC para montar seu grupo foi a falta de opções no mercado de jogadores. Deixou para ir às compras já na véspera da estreia do Módulo II e não encontrou as peças necessárias, perdendo a concorrência até mesmo para times de estrutura bem inferior, como o Ideal (Ipatinga) e Itaúna.

Para não repetir o erro, já no mês passado, o clube anunciou a contratação do lateral esquerdo Wagner, que esteve na Série D do Brasileirão pelo Araguaia (Mato Grosso). O setor pode ser chamado como o ‘calcanhar de Aquiles” do Formigão, pelo histórico de contusões das opções que chegaram até agora, como Victor, Victor Mineiro e Chiquinho.

Outra prioridade está no comando do ataque, que desde a contusão de Rogélio Ávila ainda no primeiro turno do Módulo II/2009, não encontrou um centroavante à altura. Yan Roger, que estava no Formiga no primeiro semestre e disputou a Taça MG pelo América, é um nome que interessa.

MÓDULO II

A competição deverá começar em fevereiro do ano que vem, com a participação de 12 times. As novidades ficam por conta do Social e do Guarani, rebaixados da 1ª Divisão em 2009 e que ocupam as vagas de Ipatinga e Caldense, campeão e vice do Módulo II, respectivamente.

Mais dois clubes também serão novatos para as vagas dos rebaixados Ideal e Democrata de Sete Lagoas, mas serão conhecidos somente ao final da Segunda Divisão. Mamoré, Tricordiano, Tombense, Unitri/Araguari, Fabriciano e Pouso Alegre estão na briga pelas duas vagas de acesso.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: