Novas páginas pro esporte; torcida e a mascote do vôlei, prêmio do Miranda...

Novas páginas

Não apenas a imprensa especializada fica de olho no que acontece com o Funorte na Taça Minas Gerais e no Campeonato Mineiro Júnior. Os sites de comportamento que a cidade tem também vão ao campo para registrar os flagrantes do futebol, da torcida e de outras atrações, como o desfile de escola de samba durante os intervalos.

E os sites

São as novas páginas do futebol e em uma delas está no portal Bem Na Net (www.bemnanet.com.br), do amigo Luisim Caldeira, que aborda principalmente música, cultura, política, ciências, religião e tudo mais que acontece em Montes Claros e no Norte de Minas. Agora, de futebol também (na foto, Funorte 2x2 América/BH) e com direito à enquete sobre o estádio municipal, o Mocão. O pessoal do site
www.melhordemoc.com.br também vem comparecendo ao estádio.

Escolha da mascote

A torcida não vai ficar restrita apenas aos gritos e bandeiras durante os jogos do Funadem/Montes Claros tanto no Campeonato Mineiro como na Superliga Nacional de Vôlei e nos amistosos preparatórios aqui e fora. Sairá da arquibancada a eleição para a escolha da mascote do time. O concurso será lançado tão logo o próprio clube faça a prévia dos símbolos candidatos.

E do uniforme

Além da mascote, caberá à torcida a escolha dos três uniformes de jogo. A diretoria pretende lançar nada menos do que dez modelos para que os montes-clarenses façam a eleição. O sistema contará, inclusive, com urnas interativas em pontos estratégicos da cidade. Para votar, bastará toca a tela.

Prêmio internacional



Torcedor fervoroso do Tupi e (ex) fã do chopinho da antiga Cristal ali no quarteirão fechado, o jornalista Ricardo Miranda (foto acima) foi nosso companheiro aqui na redação do JORNAL DE NOTÍCIAS e na antiga sucursal de Bocaiúva. Hoje, com a turma do Tribuna de Minas, de Juiz de Fora, está rindo à toa por ser um dos ganhadores do maior prêmio de jornalismo investigativo da América Latina, entregue mês passado, pelo Instituto Prensa Y Sociedad (IPyS), em Lima/Peru.

Bolada em dólar

Assinou a série de 38 matérias do “Caso Vicentão”, que desarticulou um escândalo de corrupção em licitações na Prefeitura de Juiz de Fora, culminando na saída de Alberto Bejani. Primeiro lugar entre os mais de 1,1 mil concorrentes - 190 finalistas. Ao lado de Daniela Arbex e Táscia Souza, colegas do jornal Tribuna de Minas (JF), faturou um prêmio de US$ 25 mil, dividido, também, com jornalistas da Costa Rica.

Bronca da Sejel

Depois do caso do Funorte, que teve majorada sua taxa em 100%, é a vez da Secretaria-Adjunta de Esportes esbravejar com a administração do Estádio José Maria Melo. Segundo a gerência de esportes, o clube pediu R$ 1,5 mil como aluguel para receber as duas finais do Campeonato Rural, neste domingo. O valor seria três vezes maior ao antigo. A solução foi mudar os planos e as decisões foram levadas para o clube da ADCM/Lafarge, por R$ 200,00.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

1 comentários:

Luís Alberto disse...

Jilvan,
valeu pela moral e parabéns pelas notícias! Um abraço!
Luisim.