Luz, câmeras & Vôlei, bate-papo no Tip e Sinuca de Clubes

Reforço de câmera

Um dos reforços mais importantes do time do Funadem/Montes Claros para a Superliga Nacional de Vôlei sequer vai pisar na quadra. Será o estatístico: um profissional exclusivo para a interpretação das filmagens de cada jogo. O vídeo vai definir o perfil de rendimento de cada atleta em quesitos como defesa, ataque, bloqueio e levantamento. O estudo vai mais além: ajuda a perceber os pontos fortes do adversário, sugerindo ao técnico a variação na mesma partida para a redução dos erros.

Prática comum

A prática é comum no vôlei, esporte considerado de alto rendimento. Tanto que todos os jogadores contratados até o momento tiveram seus vídeos analisados pelo técnico Marcelo Méndez, assim como pela diretoria, embora o critério do treinador tenha sido determinante para cada acerto.

Em cima da cartilha

Além do vídeo, outra novidade no universo do time é a cartilha disciplinar, que estabelece regras para que os jogadores estejam na linha fora de quadra. Para se ter uma ideia do grau de exigência, há previsão de multa até por minutos atrasados e desajustes nos uniformes de viagem e de treinos.



Charlão e o social

Prata da casa, o ex-jogador Charles Alexandre, o Charlão, foi convidado para ser o auxiliar técnico de Marcelo Méndez no time montes-clarense da Superliga. Já os jogadores, além dos treinos, cumprem uma agenda social impressionante, como em escolas, eventos sociais e no lançamento do torneio interno de vôlei do Max Min, domingo passado, casos do levantador Rodriguinho e do central Acácio (foto acima: Rubem Ribeiro).

Novo gerente

O Funorte mudou a gerência de futebol. Fred Costelinha deixou o clube para atender convite da prefeitura de Taiobeiras em assumir coordenação do Departamento de Esportes de lá. Para seu lugar, chegou Marcelo Nogueira, que tem trabalhado diretamente nos contatos para a contratação de reforços, marcação de amistosos e no feedback entre a diretoria e os jogadores.



ENCONTRO – Bate-papo recente no Bar do Tip Top, considerado o mais antigo memorial das fotos esportivas da cidade: da esquerda para a direita - Djalma Júnior, Jadir Rodrigues, Denarte D´Ávila, Vivaldo Tip Top, Lois, Esmeraldo Pizzaro e Tarcísio. O assunto ainda era o Cruzeiro, antes da tragédia da Pampulha. (Foto: Veneta)

Umas & Outras

EX-TÉCNICO DO Funorte em 2007 e do Formiga nas primeiras rodadas do Módulo II, Paulo César Alencar por pouco não voltou à região Norte do País. Fez o acerto verbal com a diretoria do Cristal do Amapá para a Série D do Brasileiro, mas no embarque para Macapá, em pleno saguão do aeroporto de BH, ficou sabendo que a diretoria não cumpriria o combinado. Desistiu.
ASSIM COMO na Liga, o Cassimiro já deixa transparecer o clima de eleições, que deve acontecer no final do ano. Gilson Albuquerque, atual mandatário, não pode tentar mais a reeleição.
ALÉM DO LATERAL Ney e do meia Romarinho, outro jogador que preteriu o Funorte e acertou com o Ituiutaba foi o zagueiro Luiz Henrique, também do América de Teófilo Otoni. Já até estreou.
O MAX MIN lançou, anteontem, a ideia do torneio interclubes de sinuca, que foi prontamente aceita pela AABB. Aliás, a Associação Atlética do Banco do Brasil encerrou o seu VII Torneio nos últimos dois meses, com mais de setenta jogos. Edilberto DK, que também joga no Max Min, foi o vencedor.
AINDA NA AABB, o homenageado Hugo Correa Araújo, médico, que emprestou seu nome ao torneio, ficou na quarta colocação.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: