Empate, MOC na final, Drenagem do Broca e vídeo-game do vôlei

Empate
O Funorte não conseguiu vencer o seu terceiro amistoso preparatório para a Taça Minas Gerais. Apenas empatou sem gols com a Seleção de Bocaiúva, a 42 quilômetros de Montes Claros, nesse sábado. Antes desse teste, havia vencido o Pirapora (6x0) e a seleção de Claro dos Poções (4x0).

Sem maldade
Não haveria melhor marketing – e momento – para a Rede Soebras de Educação, mantenedora do Funorte Esporte Clube, firmar a parceria com o Atlético para atender os jogadores de base e do time feminino na formação escolar, incluindo cursos superiores. Os meninos e meninas terão direito às aulas nos colégios Promove e na Faculdade Kennedy.
Entretanto, ficou bem claro que a empresa não soube capitalizar como poderia, deixando a cargo do clube alvinegro a divulgação parcial; mesmo assim bem tímida diga-se de passagem.

Um jogador de brinde
E como agora a Soebras é a parceira do Galo, porque não a empresa buscar no terreiro carijó atletas que possam ser reforços – que não sejam refugos – para o seu time Funorte na Taça Minas Gerais? Ainda mais que o FEC já disse que, com o orçamento modesto, não vai gastar tanto.
O caminho rumo à boa vontade do Galo, que antes era cheio de portas, está mais aberto do que nunca; e cheio de atalhos.

Menos dois
Ainda sobre o time da Taça Minas Gerais, o Funorte perdeu dois jogadores antes mesmo de serem apresentados. Atraídos pela maior projeção de uma competição nacional, o meia Romarinho e o lateral esquerdo Ney acertaram verbalmente aqui, mas contratualmente com o Ituiutaba, um dos mineiros da Série C. Aliás, o meia fez o quinto gol do Boa na vitória sobre o Mixto, ontem, por cinco a zero.

Funorte USA
Amanhã, à meia-noite, o time juvenil viaja para o interior do Rio de Janeiro, onde disputará a Copa Macaé sub-17. A delegação terá com 16 jogadores, mais a comissão técnica. O restante será de norte-americanos, já que o clube firmou uma parceria com a Tetra Brazil.

Mais um do Massarico
Lá pelas bandas do Café Galo, Marçal Ferreira, o popular “Massarico” (assim mesmo, com dois esses!) organizou um bolão na primeira final da Libertadores, na quarta-feira passada. Duas pessoas acertaram o placar sem gols e garantiram uma bolada de R$ 70,00 cada. Segundo Marçal, haverá outro para a finalíssima de BH, a partir desta segunda-feira. Claro que ele teve sua comissão! - e terá de novo.

Contato em BH
Ainda sobre a final da Copa Libertadores em BH, daqui a pouco mais de 48 horas, Edson Luís, o Lula, está organizando sua tradicional excursão. A vantagem é a garantia do ingresso de arquibancada superior. Experiente no ramo, já que leva há 16 anos o pessoal do Norte de Minas para BH, Rio, São Paulo e até Salvador em jogos decisivos, Lula é bem relacionado na Capital e garante aos seus pares que não haverá drama da fila. “A garantia da cadeira já na saída de Montes Claros”, diz.
A procura foi tamanha que ele teve que fechar outro ônibus, às pressas. Os mais de 80 cruzeirenses saem de Montes Claros à meia-noite de amanhã.

Mais dois
A Alprino, por meio do seu diretor Djalma Júnior, também fez o seu especial, esgotado em menos de uma hora. Tonão também fechou o seu, antes da sexta. Todos com a garantia do ingresso de arquibancada lateral.

Três no pleito
Sobre a liga de futebol de Montes Claros, o processo sucessório vem sendo deflagrado bem antes do término do mandato de Diu Andrade, que já adiantou não ter interesse na reeleição. Para o pleito do final do ano, já haveria três candidaturas assumidas: Edson Luiz Ferreira, o Lula, do Ipiranga; Eliezer Moreira, o Liu, ex-presidente do Magalhães; e Albim Mello, ex-presidente da própria LMF e que já foi dirigente do Imperador de Nova Esperança e do Vila Luiza. Paulo Salgado, o provável nome da situação por ser o atual diretor técnico da Liga, ainda não se pronunciou.

Olho em BH
A comissão técnica e a diretoria do time de vôlei de Montes Claros certamente vai a BH no final de semana que vem, para fechar com mais um reforço.

Olho em Márquez
Isso porque, na Capital Mineira, o Brasil vai enfrentar a Venezuela, pela Liga Mundial. Dois jogos, dias 18 e 19. O time está de olho no atacante Ivan Márquez, do time da terra de Hugo Chávez. Mesmo com a recente contratação do oposto Lorena, é bem provável que o estrangeiro seja procurado.

Homenagem Marista
Com muito orgulho, por ter sido aluno marista por vários anos, recebi homenagem do Colégio São José com o nome em um torneio de futebol, no sábado, dia 4. A lembrança veio do pessoal do departamento de educação física, comandado pelo professor João Bispo, o Bonga, de quem contei uma história no post passado. O time do Magazine Luiza venceu o Torneio Christiano Jilvan, na final contra a Flamoc: 2x1. A Polícia Civil, capitaneada pelo delegado e superintendente Aluízio Mesquita, e o Marista Pais e Professores também entraram na disputa.

FLÁVIO GUSMÃO E Joaquim Lopes, presidente e conselheiro do Ateneu, respectivamente, foram prestigiar a exposição do Memorial do Esporte, organizada há duas semanas no Centro Cultural, afinal, o Broca era uma das fontes de informação, com fotografias históricas (como na vinda do jogador Telê Santana a MOC nos anos 50).
AOS CRÍTICOS de plantão, claro que coube a pergunta sobre o que, quando e como o estádio João Rebello será reformado, afinal, o Broca hiberna há quase quatro anos; em todos os sentidos.
POIS BEM, acontece que o clube espera arrecadar mais entre seus pares para que a reforma do gramado seja feita do início ao fim, sem interrupções ou fracassos. O dinheiro para o plantio da nova grama e as várias camadas que o campo exige já existe, assim como para a mão-de-obra.
O QUE ESTÁ pegando, então, é a parte que cabe ao sistema de drenagem, pouco barato diga-se de passagem. Mesmo que Montes Claros não seja referência em termos pluviométricos, vale a pena fazer o serviço de forma que a obra não seja comprometida nos nossos dois meses de água - dezembro e janeiro.
PARA QUEM esperou até agora, não custa sentar e aguardar mais um bocado.
NAS HORAS de folga, os gigantes do time de vôlei de Montes Claros optam pelo lazer do vídeo-game, mas nas próprias casas, até porque a maratona de treinos tem sido dura. Hoje, começaram os trabalhos com bola, no ginásio da Praça de Esportes.
MAS COMO foi combinado, o time vai treinar mesmo é no ginásio da AABB, que só não recebeu os trabalhos até agora porque o piso passa por reforma. As saliências entre as tábuas estão sendo eliminadas, através da troca da madeira e polimento. Uma nova pintura seria aplicada a partir desta segunda-feira.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: