Bispo bate-bola...

O que o arcebispo pode ter em comum com um DJ, policial, jornalista ou músico? Só pelo simples fato de serem brasileiros, uma coisa vem à tona e põe fim a qualquer distinção entre os ofícios: o futebol. Isso mesmo. Sobre a paixão nacional, quase todo o País parece ser entendido do riscado e não consegue ficar sem dar uns pitacos.
Na semana passada, procurei ouvir as mais diversas opiniões sobre o Campeonato Brasileiro, iniciado no final de semana.
Foram oito opiniões, como a do arcebispo metropolitano Dom José Alberto Moura, atleticano "até a alma" como ele mesmo disse, que coloca o rival Cruzeiro como um dos favoritos ao título, mas não deixa o seu time de fora: "o Atlético também vai brigar e ai de quem quiser torcer o pescoço do meu Galo", disse, sorridente.
"Torço pelo Atlético e levo tudo na esportiva, como toda pessoa deveria fazer, na diversão. O Cruzeiro está muito bem e me convence pelos êxitos alcançados no Campeonato Brasileiro e na Copa Libertadores, assim como o Corinthians de Ronaldo, no Paulista e na Copa do Brasil. Mas sobre o meu Galo, acresdito que o time não fica atrás desses não! Fez um Campeonato Mineiro convincente e com certa tranquilidade se classificou para as finais: montou um time mais forte em relação aos outros anos. E o Flamengo, como foi campeão no Rio, aparece também como candidato ao título. Sobre quem vai cair, vejo equilíbrio", analisou Dom José Alberto... (Foto: Manoel Freitas).
Depois conto o que o DJ Alysson e o Major César Ricardo, da PM, disseram...
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: